Fábrica de corpos: corpo e poder na Fundição Tupy* * Elaborado com base em pesquisa financiada pela Capes1 e aprovada pelo Comitê de Ética da Universidade Federal de São Paulo – Unifesp, em 28 de maio de 2010. Todos os participantes assinaram Termo de Consentimento Livre e Esclarecido antes de sua inclusão na amostra.

Body factory: body and power in the Tupy foundry

Fábrica de cuerpos: cuerpo y poder en la Fundição Tupy

Odilon Castro Pedro Paulo Gomes Pereira Sobre os autores

A proposta deste texto é apresentar uma pesquisa etnográfica que buscou compreender como se configuravam as relações entre corpo e poder na fábrica de autopeças Fundição Tupy, localizada no bairro de Capuava, município de Mauá, na Grande São Paulo, Brasil. A pesquisa foi realizada em todo o ano de 2011, mais diretamente com 12 trabalhadores, que se tornaram os principais interlocutores do pesquisador. Esses trabalhadores foram entrevistados em diversas ocasiões, obtendo-se, como resultado, duas formas de experiência com o corpo: a primeira, o corpo que quebra, e a segunda, o corpo que escapa nos encontros diários com o poder.

Corpo; Poder; Trabalho; Amizade


UNESP Distrito de Rubião Jr, s/nº, 18618-000 Campus da UNESP- Botucatu - SP - Brasil, Caixa Postal 592, Tel.: (55 14) 3880-1927 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: intface@fmb.unesp.br