Desafios da formação antropológica de profissionais de Saúde: uma experiência de ensino na pós-graduação em Saúde Coletiva

Challenges in the anthropological education of Healthcare professionals: a teaching experience in graduate studies in Collective Health

Desafíos de la formación antropológica de profesionales de la Salud: una experiencia de enseñanza en el postgrado en Salud Colectiva

Jaqueline Ferreira Elaine Reis Brandão Sobre os autores

Profissionais de Saúde vêm buscando formação em pesquisa na área de Ciências Sociais no âmbito dos programas de pós-graduação em Saúde Coletiva. Nesse processo, pesquisas de cunho antropológico, calcadas no método etnográfico, têm sido frequentes entre esses pesquisadores (de formação não antropológica). O objetivo deste artigo é refletir sobre a experiência de ensino e aprendizagem dos fundamentos teórico-metodológicos das pesquisas etnográficas em Saúde, tendo em vista nossa experiência docente. O principal desafio pedagógico consiste em não reduzir e banalizar a complexidade do método etnográfico com vistas à aplicação em demandas específicas para intervenção. Por outro lado, tornam-se imprescindíveis, nesse aprendizado (como profissionais de Saúde geralmente têm interesses de pesquisa engendrados em suas práticas profissionais, para além da necessária): a desconstrução do familiar, a relativização dos pressupostos biológicos e a apreensão das lógicas culturais entre usuários. Observa-se que tal incorporação evidencia uma possível indissociabilidade dialética entre teoria e práticas profissionais.

Educação; Formação profissional; Etnografia; Profissional de saúde; Saúde Pública


UNESP Distrito de Rubião Jr, s/nº, 18618-000 Campus da UNESP- Botucatu - SP - Brasil, Caixa Postal 592, Tel.: (55 14) 3880-1927 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: intface@fmb.unesp.br