Abandono à assistência odontológica em programas sociais na perspectiva de participantes e especialistas sociais: o caso do Uruguay Trabaja

Silvana Blanco Ramona Fernanda Ceriotti Toassi Carolina González Laurino Claides Abegg Sobre os autores

Uruguay Trabaja (UT) é um programa sociolaboral de integração social para adultos desempregados moradores de áreas em situação de vulnerabilidade socioecômica. Durante nove meses, os participantes recebem acompanhamento social de especialistas vinculados às Organizações da Sociedade Civil (OSC), podendo receber assistência odontológica, a qual não é disponibilizada rotineiramente pelo Sistema de Saúde uruguaio. Um terço dos beneficiários do UT inicia o tratamento e o abandona. O fenômeno do abandono ao tratamento odontológico foi estudado a partir da análise de conteúdo de entrevistas dos participantes do UT e especialistas das OSC. Baseados nos conceitos de habitus de Bordieu e individualização das proteções de Castel, a complexidade da vida cotidiana, ausência de vínculo dentistas-participantes e o curto tempo de acompanhamento do Programa para sustentar processos de socialização, são aspectos a serem considerados na compreensão do abandono deste direito ocasional à assistência odontológica.

Assistência odontológica; Política pública; Populações vulneráveis; Pacientes desistentes do tratamento; Pesquisa qualitativa


UNESP Distrito de Rubião Jr, s/nº, 18618-000 Campus da UNESP- Botucatu - SP - Brasil, Caixa Postal 592, Tel.: (55 14) 3880-1927 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: intface@fmb.unesp.br