Células-tronco: pesquisa básica em saúde, da ética à panacéia

Células-tronco: investigación básica en salud, de la ética a la panacea

As terapias com células-tronco estão em fase experimental, mas têm sido representadas na mídia como panacéia que propiciaria a cura de diversas doenças, fato que garantiu a autorização do uso de embriões humanos para pesquisa. As terapias compreendem manipulação de material corporal na bioengenharia de construção de tecidos, o que sugere a representação do corpo humano como fábrica. Este trabalho mapeia os projetos de pesquisa com células-tronco no centro de ciências da saúde de uma instituição de ensino superior, considerando a organização do campo e o sistema de valores subjacente à atividade científica. Analisa-se o discurso de participantes dos projetos, pesquisadores de diversos níveis entrevistados acerca das perspectivas dessas investigações e suas implicações. Constata-se a aprovação dos protocolos com células-tronco adultas e polêmica quanto ao uso de embriões humanos. Buscam-se os fundamentos dessa argumentação e a relação com a organização do campo científico e a formação religiosa dos entrevistados.

Células-tronco; Embrião; Valores sociais; Pesquisa básica; Ética; Antropologia


UNESP Distrito de Rubião Jr, s/nº, 18618-000 Campus da UNESP- Botucatu - SP - Brasil, Caixa Postal 592, Tel.: (55 14) 3880-1927 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: intface@fmb.unesp.br