As múltiplas representações de Dolly nos discursos sobre a clonagem e as pesquisas com células-tronco na imprensa brasileira

Multiple representations of Dolly in the discourses on cloning and stem cell research in Brazilian press coverage

Las múltiples representaciones de Dolly en los discursos acerca de la clonación y de las investigaciones sobre células madre por la prensa brasileña

Flavia Natércia da Silva Medeiros

O anúncio do nascimento de Dolly, ovelha criada em laboratório por transferência nuclear de célula somática, geneticamente idêntica a uma ovelha adulta, atraiu grande interesse por parte da mídia e deflagrou um debate público sobre a clonagem, do qual brotaram as discussões sobre a clonagem terapêutica e sobre as pesquisas com células-tronco embrionárias. Este estudo investiga por meio de uma análise do discurso as representações que Dolly assumiu na cobertura desses temas pela imprensa brasileira entre os anos de 1997 e 2005. Introduzida de forma ambivalente, como signo de triunfo técnico e sinal de que a clonagem humana estava próxima, a ovelha clonada adquiriu com o tempo diferentes representações, com diferentes implicações e efeitos de sentido, que devem afetar de formas distintas as percepções do público geral. Grande parte dessas representações parece atravessada por uma ideologia "cientificista", que faz dos cientistas vozes privilegiadas em discussões sobre novas tecnologias.

Dolly; Clonagem; Células-tronco; Cobertura; Imprensa brasileira


Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM) Rua Joaquim Antunes, 705, 05415-012 São Paulo-SP Brasil, Tel. 55 11 2574-8477 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: intercom@usp.br