Revisão taxonômica das espécies brasileiras duvidosas de camarões de água doce do gênero Macrobrachium (Decapoda, Palaemonidae)

Leonardo G. Pileggi Fernando L. Mantelatto Sobre os autores

Os camarões de água doce do gênero Macrobrachium Spence Bate, 1868 encontram-se amplamente distribuídos em rios de regiões tropicais e subtropicais e representam um grupo com taxonomia controversa. Os caracteres morfológicos comumente utilizados para separação de espécies apresentam uma grande variação intraespecífica. Dúvidas sobre o status taxonômico de M. birai Lobão, Melo & Fernandes, 1986, M. holthuisi Genofre & Lobão, 1978 e M. petronioi Melo, Lobão & Fernandes, 1986 foram levantadas devido à alta similaridade morfológica das primeiras com relação à M. olfersi (Wiegmann, 1836) e da última com relação à M. potiuna (Müller, 1880). Assim, foi realizada uma análise morfológica detalhada de tais espécies, incluindo novos caracteres comumente não utilizados na identificação dos táxons. A partir dos resultados obtidos, juntamente com dados moleculares, concluímos que M. birai e M. holthuisi são sinônimos-júnior de M. olfersi, e M. petronioi é sinônimo-júnior de M. potiuna. Portanto, considerando-se tais sinonímias, são reportadas 17 espécies válidas para o território brasileiro.

Camarões carídeos; camarões de água doce; Crustacea; Região Neotropical; sinonímia


Museu de Ciências Naturais Museu de Ciências Naturais, Secretária do Meio Ambiente e Infraestrutura, Rua Dr. Salvador França, 1427, Jardim Botânico, 90690-000 - Porto Alegre - RS - Brasil, Tel.: + 55 51- 3320-2039 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: iheringia-zoo@fzb.rs.gov.br