Lesão renal aguda em pacientes com Covid-19 de uma UTI no Brasil: incidência, preditores e mortalidade hospitalar

Rafael Lessa da Costa Taíza Corrêa Sória Eliene Ferreira Salles Ana Venâncio Gerecht Maurício Faria Corvisier Márcia Adélia de Magalhães Menezes Carla da Silveira Ávila Eduardo Costa de Freitas Silva Sara Regina Neto Pereira Luiz Fernando Nogueira Simvoulidis Sobre os autores

Resumo

Introdução:

A lesão renal aguda (LRA)na Covid-19, apesar de relevante na prática clínica em UTI, dispõe de poucos dados na literatura, sobretudo no Brasil. Objetivo foi identificar a incidência de LRA, fatores preditores e impacto na mortalidade hospitalar.

Método:

Coorte retrospectiva de pacientes com Covid-19 internados em UTI. LRA foi definida segundo critérios de KDIGO. Dados coletados de registros de prontuários eletrônicos entre 17 de março e 26 de abril.

Resultados:

Dos 102 pacientes, 55,9% evoluíram com LRA e a maioria (66,7%) foi classificada como estágio 3. Regressão logística multivariada mostrou idade (RC 1,101; IC 95% 1,026 - 1,181; p = 0,0070), taxa de filtração glomerular estimada - TFGe (RC 1,127; IC 95% 1,022 - 1,243; p = 0,0170) e hipertensão (RC 3,212; IC 95% 1,065 - 9,690; p = 0,0380) como preditores independentes de LRA. Vinte e três pacientes faleceram. No grupo sem lesão renal ocorreu 8,9% de óbitos, enquanto que no grupo com LRA 33,3% dos pacientes morreram (RR 5,125; IC 95% 1,598 - 16,431; p = 0,0060). A média de sobrevida, em dias, foi maior no grupo sem LRA. Análise multivariada de Cox mostrou idade (RR 1,054; IC 95% 1,014 - 1,095; p = 0,0080) e síndrome do desconforto respiratório agudo grave (RR 8,953; IC 95% 1,128 - 71,048; p = 0,0380) como preditores de mortalidade hospitalar.

Conclusão:

Encontramos alta incidência de LRA; e como fatores preditores para sua ocorrência: idade, TFGe e hipertensão. A LRA estava associada a maior mortalidade hospitalar.

Descritores:
Lesão Renal Aguda; Infecções por Coronavirus; Covid-19; Betacoronavirus; Sars-CoV-2; Unidades de Terapia Intensiva; Mortalidade

Sociedade Brasileira de Nefrologia Rua Machado Bittencourt, 205 - 5ºandar - conj. 53 - Vila Clementino - CEP:04044-000 - São Paulo SP, Telefones: (11) 5579-1242/5579-6937, Fax (11) 5573-6000 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: bjnephrology@gmail.com