Nossa capa

NOSSA CAPA

Na História, Roma sempre viveu da ambição de conquistar o mundo. Sua convicção baseava-se na coragem e numa inabalável certeza de que era superior aos outros povos.

E Roma, que herdou a maior parte de sua cultura primitiva dos etruscos, seus primeiros governantes, desenvolveu o poder militar, elaborou leis, articulou uma administração governamental e forjou novos instrumentos e técnicas.

Segundo o sábio grego Teofrasto, os etruscos eram ricos em medicamentos e sempre cultivaram a medicina. Os espelhos etruscos em bronze mostravam demônios femininos afrodisíacos, cuja função era proteger as mulheres em trabalho de parto. Um espelho circular no Museu Gregoriano de Roma retrata um arúspice examinando um fígado, evidência de que os etruscos praticaram alguns dos ritos mágico-médicos dos sacerdotes-doutores assírios e babilônicos.

Há algumas evidências de que os etruscos praticaram a cirurgia e de que eram peritos em odontologia: em várias tumbas etruscas foram encontrados dentes unidos por fios de ouro, procedimento este transmitido aos romanos e encontrado em inúmeras de suas tumbas.

A história romana, aliás, conta que, depois de expulsarem os dominadores etruscos (por volta de 500 a.C.), os romanos fundaram uma república que durou quatro séculos. Os patrícios controlaram inicialmente o governo, mas com o tempo a massa da população (plebe) pôde eleger seus próprios cônsules. Três assembléias populares (comitia) desenvolveram-se gradualmente até tomarem finalmente dos patrícios o poder legislativo. Por volta do século III a.C. o Senado era o poder supremo em Roma.

As armas romanas, no entanto, conquistaram toda a Itália, todo o Mediterrâneo, anexaram a Grécia e os estados helênicos, a Ásia Menor, a Síria, a Judéia e, finalmente, o Egito.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    10 Jul 2006
  • Data do Fascículo
    Abr 2006
Sociedade Brasileira de Patologia Clínica, Rua Dois de Dezembro,78/909 - Catete, CEP: 22220-040v - Rio de Janeiro - RJ, Tel.: +55 21 - 3077-1400 / 3077-1408, Fax.: +55 21 - 2205-3386 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: jbpml@sbpc.org.br