Isolamento do vírus selvagem da rubéola na linhagem celular de rim de coelho RC-IAL

O presente estudo descreve o isolamento e o crescimento do vírus selvagem da rubéola na linhagem celular RC-IAL. A susceptibilidade da linhagem celular RC-IAL (rim de coelho, Instituto Adolfo Lutz) para o vírus-padrão da rubéola RA 27/3 foi anteriormente descrito por nós(4). Amostras de 20 pacientes com suspeita de infecção por rubéola foram testadas por sorologia, isolamento viral e nested PCR. Os soros foram testados por Elisa para detecção de anticorpos reagentes para rubéola e nested PCR para detectar o RNA viral. As amostras clínicas de sangue, urina, fragmento de placenta e líquido amniótico foram inoculadas nas linhagens celulares RC-IAL (rim de coelho, Instituto Adolfo Lutz) e Sirc (córnea de coelho). O vírus da rubéola foi isolado das amostras clínicas de quatorze pacientes. O efeito citopático (ECP) foi examinado por microscopia de contraste de fase, e o RNA do vírus da rubéola foi amplificado por nested PCR. Os resultados obtidos mostram que a linhagem celular RC-IAL é um excelente substrato para isolamento do vírus da rubéola. Estes dados são importantes, pois poucas linhagens descritas na literatura apresentam efeito citopático que possibilite seu uso para isolar o vírus da rubéola de material clínico.

Vírus da rubéola; Isolamento; Linhagem celular; Efeito citopático


Sociedade Brasileira de Patologia Clínica, Rua Dois de Dezembro,78/909 - Catete, CEP: 22220-040v - Rio de Janeiro - RJ, Tel.: +55 21 - 3077-1400 / 3077-1408, Fax.: +55 21 - 2205-3386 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: jbpml@sbpc.org.br