Variabilidade no reconhecimento de padrões de imunofluorescência indireta em diferentes marcas de lâminas HEp-2

INTRODUÇÃO: A imunofluorescência indireta (IFI) utilizando células HEp-2 como substrato antigênico é o teste padrão-ouro para a pesquisa de autoanticorpos contra antígenos celulares. Contudo, as condições de cultivo, fixação e permeabilização celular interferem diretamente na preservação e na distribuição espacial dos antígenos. Portanto, pode-se presumir que distintas condições no preparo das células possam interferir no reconhecimento dos padrões de imunofluorescência associados aos diversos autoanticorpos. OBJETIVO: Avaliar um painel de amostras de soro representativo de padrões nuclear, nucleolar, citoplasmático, de aparelho mitótico e de placa cromossômica em substratos de células HEp-2 de diferentes fornecedores. MATERIAIS E MÉTODOS: Sete observadores blindados e independentes de três centros de referência avaliaram 17 amostras que apresentavam diferentes padrões nucleares, nucleolares, citoplasmáticos e associados ao aparelho mitótico em lâminas com células HEp-2 de oito procedências. As lâminas foram codificadas para manter a confidencialidade das marcas, bem como dos centros participantes. RESULTADOS: Os 17 padrões de imunofluorescência em células HEp-2 foram reconhecidos na maioria dos substratos. No entanto, alguns substratos mostraram déficit na apresentação de alguns padrões (nuclear pontilhado grosso/U1-ribonucleoprotein associado a anticorpos contra o RNP (U1 ribonucleoproteína), sugestivo da presença de anticorpos anti-CENP-F (proteína centromérica F), sugestivo de anticorpos contra antígenos de célula em proliferação (proliferating cell nuclear antigen [PCNA]), citoplasmático pontilhado fino associado a anticorpos anti-Jo-1 (histidil sintetase), anti-NuMA-1 (nuclear mitotic apparatus protein 1) e anti-NuMA-2 (nuclear mitotic apparatus protein 2). CONCLUSÃO: Em que pese a boa qualidade geral dos substratos avaliados, existe divergência nos resultados obtidos entre os diferentes substratos comerciais. As variações observadas podem ser devidas aos lotes avaliados, portanto não se pode generalizar para as respectivas marcas. Recomenda-se que cada novo lote ou marca de lâmina sejam testados com diferentes soros referência representativos dos diversos padrões.

anticorpos antinúcleo; fator antinúcleo; autoanticorpos; padrões de imunofluorescência; imunofluorescência indireta


Sociedade Brasileira de Patologia Clínica, Rua Dois de Dezembro,78/909 - Catete, CEP: 22220-040v - Rio de Janeiro - RJ, Tel.: +55 21 - 3077-1400 / 3077-1408, Fax.: +55 21 - 2205-3386 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: jbpml@sbpc.org.br