Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial, Volume: 42, Issue: 1, Published: 2006
  • Doenças crônicas Editorial

    Machado, Antonia M. O.
  • Immunohistochemical study of the cellular immune response in human Pneumocystis carinii pneumonia Laboratory Medicine

    Castro, Leandro Mantovani de; Pagliari, Carla; Fernandes, Elaine Raniero; Brasil, Roosecelis Araújo; Duarte, Maria Irma Seixas

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Trabalhos experimentais demonstram que as defesas do hospedeiro frente ao Pneumocystis carinii incluem interações complexas entre as células imunes, principalmente linfócitos TCD4+ e macrófagos alveolares. Sendo esse um agente importante associado às imunodeficiências, nosso objetivo foi caracterizar a resposta inflamatória em pulmão de necrópsias de pacientes com AIDS. MÉTODOS: Foram selecionadas 25 necrópsias com diagnóstico de pneumonia por Pneumocystis carinii para pesquisa imuno-histoquímica de linfócitos TCD4+, TCD8+, macrófagos CD68+, células NK CD57+ e células com expressão de TNF-alfa. As células imunomarcadas foram quantificadas e analisadas estatisticamente. RESULTADOS: Todos os espécimes evidenciaram elevado parasitismo na luz dos alvéolos. Observou-se espessamento septal com infiltrado inflamatório constituído predominantemente por linfócitos e macrófagos. Houve diminuição no número de linfócitos TCD4+ e aumento de linfócitos TCD8+, macrófagos e células NK. No septo alveolar freqüentemente observaram-se células expressando TNF-alfa. CONCLUSÕES: A imunossupressão relacionada à AIDS induz a diminuição de linfócitos TCD4+ e favorece a permanência de elevado parasitismo. Os componentes celulares que caracterizam o infiltrado inflamatório contribuem para os danos irreversíveis no pulmão desses pacientes.

    Abstract in English:

    OBJECTIVES: It has been experimentally demonstrated that host defense against Pneumocystis carinii depends on complex interactions within host immune response, mainly CD4 lymphocytes and alveolar macrophages. Since this is an important agent related to immunodeficiency, our purpose was to characterize the inflammatory immune response in lung from necropsy of AIDS patients. PROCEDURES: Twenty-five necropsies with diagnosis of Pneumocystis carinii pneumonia were selected for immunohistochemical investigation of CD4 and CD8 lymphocytes, macrophages (CD68+), NK cells (CD57+) and cells expressing TNF-alpha. The immunostained cells were quantified and statistically analyzed. RESULTS: All specimens presented a great number of cysts of Pneumocystis carinii in alveoli, as well as septal enlargement with inflammatory infiltrate constituted predominantly by lymphocytes and macrophages. CD4+ T cells were decreased in number, and CD8+ T cells, NK cells and macrophages predominated. Cells expressing TNF-alpha were frequently observed in septal inflammatory infiltrate. CONCLUSIONS: The immunosupression related to AIDS induces a reduction in the number of CD4+ T cells and influences high-level parasitism. The cell components that characterize the inflammatory infiltrate contribute to the severe lung injury of those patients.
  • A influência da deficiência estrogênica no processo de remodelação e reparação óssea Medicina Laboratorial

    Amadei, Susana Ungaro; Silveira, Vanessa Ávila Sarmento; Pereira, Andresa Costa; Carvalho, Yasmin Rodarte; Rocha, Rosilene Fernandes da

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: Nestes últimos anos, descobriu-se a complexidade dos mecanismos que influenciam a atividade óssea, e grande parte das pesquisas direcionou-se para o estudo de fatores capazes de modular as funções ósseas. Essa expansão da pesquisa deve-se, em parte, ao reconhecimento da osteoporose como importante problema na velhice. A osteoporose constitui uma das osteopatias mais comuns, caracterizando-se pela redução da massa óssea, determinada, por sua vez, pelo desequilíbrio entre reabsorção e neoformação. OBJETIVO: Apresentar uma revisão da literatura sobre os principais aspectos da remodelação e da reparação associados à deficiência estrogênica. Remodelação óssea: O osso apresenta processo contínuo de remodelação, entretanto anormalidades nesse processo ocorrem em algumas doenças, entre elas a osteoporose, sendo que a deficiência estrogênica parece ter o papel principal na sua gênese. Reparação óssea: Tal processo envolve uma cascata complexa de respostas biológicase, assim como a remodelação, é afetado por fatores locais e externos e regulado pela interação de diferentes mecanismos. Portanto, o aumento ou o decréscimo da capacidade de reparação óssea têm sido relacionados a alterações ocorridas na remodelação. Deficiência estrogênica e metabolismo ósseo: A maioria dos autores sugere uma redução na capacidade de remodelação e de reparação do tecido. DISCUSSÃO: Ainda não está determinado qual estágio da reparação é mais alterado, se a fase inicial de formação do calo ósseo, se a de mineralização ou se a fase tardia da reparação, a remodelação óssea. CONCLUSÃO: Como os mecanismos fisiológicos e a patogênese das alterações ósseas causadas pela deficiência estrogênica não estão completamente estabelecidos, novas pesquisas ainda são necessárias.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: In the past few years, it was recognized the great complexity of the mechanisms that influence bone cellular activity and several studies focus on the factors able to modulate the bone functions. The increase of bone research is, in part, due to the establishment of osteoporosis as a healthy problem common in elderly. Osteoporosis is one of the most important osteopathy, characterized by the bone mass reduction, resulted from disequilibrium between bone resorption and bone formation. OBJECTIVE: Based on the relationship between estrogen and bone metabolism, the aim of this study is present a review of literature about the principal aspects of bone turnover and bone repair associated to estrogen deficiency. Bone turnover: Bone tissue is in continuous turnover, however, changes in this process can result in some disorders, such as osteoporosis. Bone repair: Involves a sequence of biological events. It is affected by local and external factors and regulated by interaction of several mechanisms, like bone turnover. Estrogen deficiency and bone metabolism: The capacity to repair has been associated to changes in bone turnover and repair. DISCUSSION: It is not known which bone repair stage is modified: the bone formation, the mineralization or the resorption stage. CONCLUSION: The pathophysiology of bone changes caused by estrogen deficiency are not completely clear, so, new studies are still necessary.
  • Frequency of antiphospholipid antibodies in patients with infectious diseases using three different ELISA methods Laboratory Medicine

    Santiago, Mittermayer Barreto; Martinelli, Reinaldo; Reis, Mitermayer G.; Reis, Eliana Almeida; Ko, Albert; Fontes, Roberto Dias; Silva, Moacir Paranhos; Nascimento, Eliane Goes; Espinola, Ricardo; Harris, Nigel; Gharavi, Azzudin; Pierangeli, Silvia

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: O ensaio de enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) para a pesquisa de anticorpos anticardiolipina (aCL) é o mais importante teste para o diagnóstico da síndrome antifosfolipídica (SAF). Entretanto esse teste também pode ser positivo em algumas doenças infecciosas. Tem sido sugerido que a detecção de anticorpos para uma mistura de fosfolípides ou para beta2-glicoproteína I (beta2-GP I) teria uma maior especificidade para a SAF que o teste de ELISA-padrão para aCL. O objetivo do presente estudo é comparar a especificidade de três testes para anticorpos antifosfolípides (aFL) em pacientes com doenças infecciosas. MÉTODOS: Anticorpos antifosfolípides foram pesquisados por três técnicas de ELISA, ou seja, o teste-padrão para aCL, o kit de ELISA APhL® e o teste para anti-beta2-GP I em pacientes com doenças infecciosas, tais como sífilis (69), leptospirose (33) e Calazar (30). RESULTADOS: A freqüência de positividade de aFL da classe IgG em pacientes com sífilis, leptospirose e Calazar foi de 13/69 (19%), 9/33 (27%) e 2/30 (6%), respectivamente, com o ELISA-padrão para aCL versus 1/69 (1,4%), 0/33 (0%) e 0/30 (0%) com o kit de ELISA APhL®. A positividade do isotipo IgM foi de 10/69 (14%), 4/33 (12%) e 1/30 (3%), respectivamente, com o ELISA-padrão para aCL, e 1/69 (1,4%), 0/33 (0%) e 0/30 (0%) com o kit de ELISA APhL®. Anticorpos da classe IgG contra beta2GPI foram detectados em 14/69 casos de sífilis (20%), 6/33 casos de leptospirose (18%) e 16/30 casos de Calazar (53%). Assim, o kit de ELISA APhL® apresentou uma maior especificidade: 97% (95% CI: 92%-99%) comparado com 81% (95% CI: 74%-87%) para o teste de aCL-padrão e 72% (95% CI: 64%-79%) para o teste de anticorpos anti-beta2 GPI. CONCLUSÕES: O kit de ELISA APhL® parece ser mais específico para a SAF que o ELISA-padrão para aCL, assim como o teste para anti-beta2GPI. Esse kit pode ser usado para ajudar no diagnóstico e na confirmação da SAF.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: The standard enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) for anticardiolipin (aCL) antibodies is the most important test for the diagnosis of antiphospholipid syndrome (APS). However, the test is also positive in some infectious diseases and other non-related syndromes. It has been suggested that the detection of antibodies to a mixture of phospholipids or to beta2-glycoprotein I (beta2-GP I) has higher specificity for APS than the standard aCL ELISA. The aim of the present work is to compare the diagnostic specificity of three different antiphospholipid (aPL) assays in patients with infectious diseases. METHODS: Antiphospholipid antibodies were searched by three ELISA techniques, namely standard aCL, APhL® ELISA kit and anti-beta2-GP I, in sera of patients with infectious diseases, including syphilis (69), leptospirosis (33) and visceral leishmaniasis (30). RESULTS: The frequency of positivity of IgG aPL in patients with syphilis, leptospirosis and Kala-azar was 13/69 (19%), 9/33 (27%) and 2/30 (6%), respectively, using standard ELISA, versus only 1/69 (1.4%), 0/33 (0%) and 0/30 (0%) positivity by the APhL® ELISA kit. The positivity of the isotype IgM aPL was 10/69 (14%), 4/33 (12%) and 1/30 (3%), respectively, by the standard ELISA, and 1/69 (1.4%), 0/33 (0%) and 0/30 (0%) by the APhL® ELISA kit. The presence of significant levels of IgG anti-beta2GPI was observed in 14/69 cases of syphilis (20%), 6/33 cases of leptospirosis (18%) and 16/30 cases of Kala-azar (53%). The APhL® ELISA kit had superior performance showing the highest specificity: 97% (95% CI: 92%-99%) for IgG compared to 81% (95% CI: 74%-87%) for standard ELISA and 72% (95% CI: 64%-79%) for anti-beta2 GPI assay. CONCLUSIONS: The APhL® ELISA kit proved to be significantly more specific than the aCL standard ELISA and the anti-beta2GPI ELISA, and it should be used to help in the diagnosis and confirmation of APS.
  • Ribotyping of Salmonella Enteritidis strains reveals the spread of a single genotype in the Brazilian city of Ribeirão Preto Laboratory Medicine

    Martins, Carlos Henrique Gomes; Santos, Vanda Roseli dos; Castro, Fabíola Attié de; Fernandes, Sueli Aparecida; Martinez, Roberto

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: Na identificação de cepas de Salmonella, os métodos de sorotipagem e ribotipagem na detecção de marcadores epidemiológicos são os mais utilizados nos laboratórios de referência mundiais. Esses métodos moleculares são imprescindíveis na vigilância epidemiológica e permitem a detecção da fonte da infecção. OBJETIVOS: O presente trabalho objetivou caracterizar as cepas de Salmonella Enteritidis pela ribotipagem. MATERIAL E MÉTODOS: Trinta e oito cepas de S. Enteritidis foram isoladas de pacientes atendidos no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, SP, entre os anos de 1996 e 1998. As cepas foram isoladas de fezes (31 amostras), sangue (quatro amostras) e outros fluidos (três amostras). As cepas de Salmonella foram isoladas utilizando-se métodos bacteriológicos de rotina, sorotipadas e ribotipadas. RESULTADOS: As 38 cepas de S. Enteritidis apresentaram na ribotipagem a separação das cepas em dois ribotipos: A (94,7% das amostras) e B (5,3% das amostras). DISCUSSÃO E CONCLUSÃO: Esses dados sugerem que grande parte dos pacientes (94,7%) foi infectada pela mesma cepa. Essa cepa pode ser endêmica na comunidade de Ribeirão Preto ou os pacientes foram expostos a uma fonte comum de infecção.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: The approach generally employed in leading laboratories worldwide to identify strains of Salmonella is to detect epidemiological markers by serotyping and molecular techniques. These molecular methods are important in sanitary surveillance and lead to the source of infection. OBJECTIVES: The aim of the present study is to characterize Salmonella Enteritidis strains by ribotyping. MATERIAL AND METHODS: Thirty-eight strains of S. Enteritidis were isolated from in patients at the university hospital of Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, SP, Brazil, between 1996 and 1998. These strains were isolated from stools (31 samples), blood (4 samples) and other body fluids (3 samples), using routine bacteriological methods, and were serotyped and ribotyped. RESULTS: The 38 strains of serotype S. Enteritidis were shown by the ribotyping to belong to two ribotypes: A (94.7% of the samples) and B (5.3%). DISCUSSION AND CONCLUSION: These results suggest that the majority of patients (94.7%) were infected by the same strain. This strain could be endemic in the Ribeirão Preto community, or these patients may have been exposed to a common source of infection.
  • Infecção por Helicobacter pylori e câncer gástrico: freqüência de cepas patogênicas cagA e vacA em pacientes com câncer gástrico Medicina Laboratorial

    Thomazini, Cristiane Melissa; Pinheiro, Nídia Alice; Pardini, Maria Inês; Naresse, Luís Eduardo; Rodrigues, Maria Aparecida Marchesan

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: Apesar da alta freqüência de infecção por Helicobacter pylori na população, somente uma minoria de indivíduos desenvolve câncer gástrico. É provável que a colonização da mucosa por cepas patogênicas, levando a maior agressão e inflamação da mucosa seja um dos elos da cadeia de eventos da oncogênese gástrica. OBJETIVOS: Investigar a freqüência de cepas patogênicas cagA e vacA do H. pylori em pacientes com câncer gástrico. MATERIAL E MÉTODOS: Foram estudados retrospectivamente 42 pacientes com câncer gástrico. A infecção por H. pylori foi avaliada por exame histológico e pelo PCR para identificação dos genótipos cagA e vacA em amostras de material fixado em formalina e incluído em parafina. RESULTADOS: A análise histológica permitiu a visualização direta do H. pylori em 85,7% dos casos, e o método de PCR para o gene urease C demonstrou a presença de DNA da bactéria em 95% dos casos. O gene cagA foi detectado em amostras de 23 pacientes (54,7%) com câncer gástrico. O alelo s1 do gene vacA foi identificado em amostras de 24 pacientes (57,1%) e o alelo m1, em amostras de 26 pacientes (61,9%). Os alelos s1 e m1 foram identificados simultaneamente em 24 pacientes (57,1%). O alelo s2 foi identificado em amostras de quatro pacientes (9,5%), e o alelo m2, em amostras de três pacientes (7,1%). A freqüência de infecção pelo Helicobacter pylori foi similar em ambos os tipos histológicos de câncer gástrico (intestinal e difuso). CONCLUSÕES: Os resultados confirmam a relevância dos genótipos patogênicos cagA e vacA do H. pylori para lesões orgânicas significativas tais como o câncer gástrico, sugerindo a participação dessa bactéria na cadeia de eventos da oncogênese gástrica.

    Abstract in English:

    BACKGROUND: The rates of Helicobacter pylori infection are very high worldwide, but only a minority of infected patients develop gastric carcinoma. This might be related, among several factors, to the colonization of the human stomach by pathogenic Helicobacter pylori strains. OBJECTIVE: To investigate the distribution of cagA and vacA genotypes of Helicobacter pylori in paraffin-embedded gastric samples from patients with gastric cancer. MATERIAL AND METHODS: Paraffin-embedded samples from 42 patients with gastric cancer were histologically examined and evaluated by PCR for H. pylori cagA and vacA (s and m regions) genotypes. RESULTS: Histological analysis allowed direct visualization of H. pylori in 85.7% of cases and PCR for urease C gene detected H. pylori in 95% of cases. The presence of cagA gene was detected in 23 (54.7%) patients with gastric cancer. The s1 allele from vacA gene was found in samples from 24 (57.1%) patients and the m1 allele in 26 (61.9 %). The s1m1 genotype was detected in 24 (57.1%) patients with gastric cancer. The s2 allele was found in samples from four patients (9.5%) and the m2 allele in three (7.1%) patients. The distribution of H. pylori genotypes was similar in both intestinal and diffuse types of gastric carcinoma. CONCLUSION: Our results confirm the relevance of the pathogenic cagA and vacA H. pylori genotypes for significant organic lesions, such as gastric cancer, suggesting a possible role for H. pylori in the pathogenesis of gastric carcinoma.
  • Hiperplasia endotelial papilar intravascular oral: uma entidade rara Patologia

    Goulart Filho, João Augusto Vianna; Pereira, Karuza Maria Alves; Galvão, Hébel Cavalcanti

    Abstract in Portuguese:

    A hiperplasia endotelial papilar intravascular (HEPI) é uma lesão vascular reativa caracterizada pela proliferação endotelial excessiva localizada no interior de vasos sangüíneos comumente dilatados, associada a trombos em organização, ou secundária a outras lesões vasculares, como hemangiomas e granulomas piogênicos. A HEPI é um achado incomum na cavidade oral, onde os lábios são o principal sítio de acometimento, e surge clinicamente sob a forma de nódulos azulados de aspecto clínico semelhante ao de lesões como hemangioma, mucocele e varicosidades. Sob o aspecto histopatológico, observam-se projeções papilares de tecido conjuntivo fibroso revestidas por uma ou duas camadas de células endoteliais no interior de um lúmen vascular. A principal peculiaridade da HEPI reside em sua semelhança histológica com o angiossarcoma e na possível interpretação errônea como neoplasia maligna. Neste artigo, os autores descrevem um caso de HEPI oral e realizam uma breve revisão da literatura, enfatizando suas características histopatológicas e o diagnóstico diferencial.

    Abstract in English:

    Intravascular papillary endothelial hyperplasia (IPEH) is a reactive vascular lesion characterized by excessive endothelial proliferation within a vascular lumen of commonly dilated vessels, associated to organizing thrombi or even secondary to other vascular lesions, such as hemagiomas and pyogenic granulomas. Oral lesions of IPEH are uncommon, being lips the most frequent site, followed by, in decreasing frequency, tongue and buccal mucosa. Clinically, IPEH appears as bluish nodules that resembles clinical features of lesions as hemangioma, mucocele and varice. On histopathological examination, IPEH presents as papillary projections composed by a fibrous core lined by one or two layers of plump endothelial cells, without evidence of celullar pleomorphism, mitotic activity or necrosis. The mean peculiarity of IPEH is its histologic similarity to angiosarcoma and possible misinterpretation with malignant neoplasm. In this article, the author describe a rare case of oral IPEH and review of literature, emphasizing its histopathologic features and diferencial diagnosis.
  • Técnica histoquímica aplicada ao tecido ósseo desmineralizado e parafinado para o estudo do osteócito e suas conexões Patologia

    Ocarino, Natália de Melo; Gomes, Mardelene Geísa; Melo, Eliane Gonçalves de; Serakides, Rogéria

    Abstract in Portuguese:

    O osteócito vem sendo alvo de pesquisas recentes. A avaliação in situ de sua morfologia, da atividade e das características de suas conexões é difícil, portanto é realizada apenas com técnicas avançadas. Devido à importância desse tipo celular na manutenção da matriz óssea, este estudo propõe uma técnica de coloração pela prata como alternativa para o estudo do osteócito e suas conexões em tecido ósseo desmineralizado e parafinado. Cortes de 4µm do fêmur de ratas foram desmineralizados, desparafinados em xilol e hidratados em concentrações decrescentes de álcool etílico (ETOH) e água miliQ. Para a impregnação foram utilizadas soluções de nitrato de prata a 50% e de ácido fórmico a 1% com 2% de gelatina microbiológica em estufa a 40ºC. Essa técnica permite visualizar facilmente as bordas lacunares dos osteócitos e suas conexões, proporcionando uma alternativa simples e eficaz para o estudo da morfologia desse tipo celular até então ainda não proposta com essa finalidade.

    Abstract in English:

    The osteocyte has been the subject of recent research; however the in situ evaluation of its morphology, activity and connection characteristics is difficult and has been performed solely through advanced techniques. Due to the importance of this type of cell in the maintenance of the bone matrix, this study proposes a technique of silver staining as an alternative for the study of the osteocyte and its connections in demineralized and paraffined bone tissue. Cuts of 4µm from the femur of female rats were de-mineralized, deparaffined in xylol and hydrated in decreasing concentrations of ETOH and miliQ water. For the impregnation, solutions of silver nitrate at 50% and formic acid at 1% with 2% microbiological gel were used and incubated at 40ºC. This technique allows the easy visualizing of the osteocytes lacunae edges and its connections, offering a simple and efficient alternative to the study of this type of cellular morphology, so far not proposed with this purpose.
  • Linfoma de células fusiformes: relato anatomopatológico de um caso com apresentação pulmonar Patologia

    Souza, Túlio Geraldo de Souza e; Leandro, Luciana de Oliveira; Silva, Maria Betânia Souza da; Alves, Venâncio Avancini Ferreira; Silva, Celso Rubens Vieira e

    Abstract in Portuguese:

    São raros os linfomas que se apresentam com padrão histológico de células fusiformes. Relatamos um caso de tumor pulmonar isolado em homem de 74 anos, diagnosticado em biópsia de agulha como neoplasia maligna de células fusiformes. Na ocasião, o estudo imuno-histoquímico favoreceu pseudotumor inflamatório. Sete meses após, o paciente foi laparotomizado devido a tumor perfurado intestinal. Os estudos anatomopatológico e imuno-histoquímico estabeleceram o diagnóstico de linfoma B difuso de grandes células. A revisão do tumor pulmonar revelou positividade franca para CD45 e CD20, confirmando o diagnóstico de Linfoma B de células fusiformes. Esta publicação visa a alertar para essa incomum apresentação dos linfomas, que necessita ser considerada, no diagnóstico diferencial de neoplasias de células fusiformes.

    Abstract in English:

    This paper reports a rare malignant lymphoma with histological spindle-cell pattern. Seventy four year-old man presented with lung tumor. A diagnostic of spindle-cell malignant neoplasia was made and immunohistochemical studies were suggestive of inflammatory pseudotumor. Three months later, the patient returned to our service with acute abdomen. The surgery showed small Intestinal perforation associated with tumor. Microscopic examination and immunohistochemical studies revealed Diffuse B-large cell lymphoma. After the diagnostic of the intestinal tumor, the lung tumor was reviewed, showing positivity for CD45 and CD20 antibodies. This result supports the diagnostic of Spindle B-cell lymphoma, in the lung tumor. The aim of this report is to alert pathologists about this rare spindle cell pattern presentation of lymphomas, that must be differentiated from true sarcomas and others spindle-cell neoplasias.
  • Padrão citológico de punção aspirativa do tecido tireoidiano morfologicamente normal Patologia

    Jones, Daysi Maria de Alcântara; Miranda, Júlia Souto; Matos, Selma Sousa; Queiroz, Conceição Maria Passos de; Araújo, Leila Maria Batista; Rego, Marco Antonio Vasconcelos; Santana, Alex Menezes; Lessa, Bruno Farias; Nunes, Carlos Eduardo Menezes

    Abstract in Portuguese:

    Nódulos tireoidianos pequenos com diagnóstico citológico de padrão folicular causam muita inquietação porque, se por um lado podem representar uma lesão que exige muito rigor no acompanhamento, por outro poderão representar material aspirado do tecido tireoidiano normal. OBJETIVO: Verificar o padrão citológico do tecido tireoidiano normal obtido através de punções aspirativa e não-aspirativa em cadáveres. MÉTODOS: Estudo observacional em que se procedeu a dissecção anatômica da tireóide normal e se efetuou a citoaspiração da glândula, em 38 casos. Dois patologistas cegos para a metodologia do estudo, sem conhecer a correspondência entre citologia e histologia, analisaram os esfregaços e os cortes histológicos. RESULTADOS: As tireóides normais forneceram diagnóstico citológico de bócio adenomatoso em 70,4% das vezes para um observador e 92,6% para o outro. Houve uma concordância regular entre os observadores, com kappa de 0,51 (p < 0,0001). Contrariamente ao que se esperava, nenhum caso exibiu padrão folicular nos preparados citológicos. CONCLUSÃO: O aspecto citológico da tireóide normal em cadáveres foi semelhante ao do bócio adenomatoso.

    Abstract in English:

    Small thyroid nodules, which are diagnosed as follicular pattern for fine-needle aspiration, are a cause of great worry. They may present a lesion requiring rigorous follow up, or on other hand, there is a risk that some normal thyroid tissue is removed during the procedure. OBJECTIVE: To verify the cytology of a normal thyroid tissue, for aspiration and non-aspiration puncture, in autopsy material. METHODS: Observational study involving the anatomical dissection and cytoaspiration of normal thyroid glands in 38 cadavers. Two blind pathologists, unaware of the cytology and histology, analyzed the smears and the histological cuts. RESULTS: One of pathologists identified a diagnostic cytology of adenomatous goiter in 70.4% of the 38 normal glands found, while the other observed it in 92.4%. There was regular agreement between them, with Kappa of 0.51 (p < 0.0001). Contrary to what was expected, follicular patterns were not found among the cytological samples. RESULTS: The cytological aspect of a normal thyroid in cadavers was the same as that for adenomatous goiter.
  • Características da gastrite crônica associada a Helicobacter pylori: aspectos topográficos, doenças associadas e correlação com o status cagA Patologia

    Álvares, Mônica Maria Demas; Marino, Marília; Oliveira, Celso Affonso de; Mendes, Cláudia Castro; Costa, Adriana de Cássia Ferreira; Guerra, Juliana; Queiroz, Dulciene Maria de Magalhães; Nogueira, Ana Margarida Miguel Ferreira

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: Analisar o padrão topográfico da gastrite por H. pylori em relação ao status cagA e associação com úlcera duodenal (UD) e carcinoma gástrico precoce (CaGp). MATERIAL E MÉTODO: Estudamos prospectivamente 160 biopsias endoscópicas e 40 peças de gastrectomia por CaGp. Amostras do antro e do corpo na pequena e grande curvaturas, da incisura e do tumor, foram processadas rotineiramente para histologia com histoquímica para caracterização da metaplasia intestinal (MI). O Helicobacter pylori foi avaliado por histologia, imuno-histoquímica, cultura e reação em cadeia de polimerase (PCR) e o status cagA por PCR. A gastrite crônica (GC) foi classificada segundo o sistema Sydney. Realizou-se estudo topográfico em 130 pacientes, analisando os parâmetros de gastrite comparativamente entre as áreas e em relação ao status cagA. RESULTADOS: Cento e vinte e um pacientes apresentaram GC, 24 UD e 14 eram normais. Detectaram-se amostras cagA-positivas em 59 pacientes com GC, 17 com UD e 24 com CaGp. Todos os parâmetros de GC foram significativamente mais intensos nos pacientes infectados por amostras cagA-positivas, que se associavam ainda à presença de atrofia e MI. A MI foi significativamente mais intensa na porção média da pequena curvatura antral do que nas demais regiões. Nos pacientes com GC e CaGp, infectados por amostras cagA-positivas, inflamação e atividade acometiam igualmente o antro e corpo distal, enquanto a atrofia e a MI predominavam no antro, particularmente na pequena curvatura do antro médio. Nos pacientes cagA-negativos a GC era predominantemente antral, e na UD a GC apresentava predominância antral, independentemente do status cagA. CONCLUSÕES: Nossos dados sugerem que o padrão de gastrite por H. pylori se relaciona com fatores de virulência da bactéria. As lesões pré-neoplásicas são significativamente mais intensas na pequena curvatura do antro médio, onde surge a maioria dos carcinomas gástricos (CaG).

    Abstract in English:

    AIMS: We aimed to investigate the topographical pattern of H. pylori gastritis in relation to cagA status and association with duodenal ulcer (DU) and early gastric carcinoma (EGCa). MATERIALS AND METHOD: We studied chronic gastritis (CG) in 160 patients submitted to upper endoscopy and in 40 patients with EGCa submitted to gastrectomy. Samples were taken from the antrum and corpus in the lesser and greater curvatures, incisura and from the tumour and were processed routinely for histology and histochemistry for intestinal metaplasia (IM) characterisation. H. pylori was evaluated by histology, immunohistochemistry, culture, and PCR; cagA status was evaluated by polymerase chain reaction (PCR). CG was analyzed according to the updated Sydney System. In 130 patients a topographic study was conducted by the comparative analysis of the gastritis parameters among the areas and according to cagA status. RESULTS: CG was observed in 121 patients, 24 had UD and 14 were normal. cagA-positive strains were detected in 59 patients with GC, 17 DU and 24 EGCa. All gastritis parameters were significantly more intense in the cagA-positive group than in cagA-negative one. Infection by cagA-positive strains was associated with atrophy and IM. IM was significantly more intense in the middle portion of the lesser curvature in the antral mucosa. In CG or EGCa patients infected with cagA-positive strains, inflammation and activity compromised equally the antrum and distal corpus, whereas atrophy and IM were more frequently found in the antral mucosa. In DU, CG was antral-predominant irrespectively of cagA status. CONCLUSIONS: According to our data the topographical pattern of H. pylori-associated gastritis seems to be associated with cagA status. Precancerous lesions were significantly more intense in the antral lesser curvature, where most gastric carcinomas arise.
Sociedade Brasileira de Patologia Clínica, Rua Dois de Dezembro,78/909 - Catete, CEP: 22220-040v - Rio de Janeiro - RJ, Tel.: +55 21 - 3077-1400 / 3077-1408, Fax.: +55 21 - 2205-3386 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: jbpml@sbpc.org.br