Prevalência e gravidade de sintomas relacionados à asma em escolares e adolescentes no município de Duque de Caxias, Rio de Janeiro

José Laerte Boechat José Luiz Rios Clemax Couto Sant'Anna Alfeu Tavares França

INTRODUÇÃO: A asma é considerada a doença crônica mais comum na infância. Entretanto, há poucos estudos sobre sua prevalência em nosso meio. OBJETIVO: Avaliar prevalência e gravidade de sintomas de asma em escolares e adolescentes de Duque de Caxias (RJ). MÉTODO: Estudo transversal utilizando o questionário do International Study of Asthma and Allergies in Childhood. A amostra foi composta por alunos de 6, 7, 13 e 14 anos. RESULTADOS: Foram avaliados 4.040 alunos de 13 e 14 anos e 2.334 de 6 e 7 anos. A freqüência de sibilos nos últimos doze meses foi de 27,7% entre os mais jovens e de 19% entre os adolescentes (p < 0,0001). No primeiro grupo houve predomínio do sexo masculino (29,9% vs 25,6%, p = 0,01) e no segundo do feminino (21,9% vs 15,8%, p < 0,0001). Não existiram diferenças entre as faixas etárias relacionadas ao diagnóstico prévio de asma (cerca de 10%). Sibilância aos exercícios físicos foi mais prevalente entre os adolescentes (21,4% vs 7,8%, p < 0,0001). A gravidade dos sintomas foi maior entre as adolescentes (asma grave: 6,6% vs 4,4%, p = 0,001), não havendo diferenças entre gêneros aos 6 e 7 anos. CONCLUSÃO: A prevalência de asma em Duque de Caxias é alta, comparável à de outros municípios brasileiros e latino-americanos. Os valores são superiores aos 6 e 7 anos, quando os sintomas predominam no sexo masculino. Entre os adolescentes, a prevalência e a gravidade dos sintomas são maiores no gênero feminino, fato de observação recente e que parece representar novo comportamento epidemiológico da asma.

Asma; Epidemiologia; Indice de Gravidade de doença; Estudos transversais


Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia SCS Quadra 1, Bl. K salas 203/204, 70398-900 - Brasília - DF - Brasil, Fone/Fax: 0800 61 6218 ramal 211, (55 61)3245-1030/6218 ramal 211 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: jbp@sbpt.org.br