Prevalência de comportamentos de risco para transtornos alimentares e uso de dieta “low-carb” em estudantes universitários

Prevalence of eating disorders risk behavior and “low-carb” diet in university students

Jônatas de Oliveira Leandro Figueredo Táki Athanássios Cordás Sobre os autores

RESUMO

Objetivos

Identificar a presença de compulsão alimentar associada ou não a práticas compensatórias em praticantes de dieta low-carb.

Métodos

Foram utilizadas a Escala de Compulsão Alimentar Periódica (ECAP) e o Questionário de Hay para avaliar a frequência de compulsão alimentar e práticas compensatórias, além de um questionário de frequência do consumo de chocolate, pão e arroz. A intensidade de restrição de carboidratos foi avaliada com escala de 1 a 8 pontos. Os participantes foram divididos nos grupos (i) dieta low-carb e (ii) controle. Foram realizadas comparações entre grupos, além de correlações entre variáveis de interesse no grupo dieta (p < 0,05).

Resultados

Participaram 853 universitários, sendo 75,97% mulheres com média de 22,04 anos (DP = 3,33) e índice de massa corporal (IMC) com média de 23,56 kg/m2 (DP = 4,38). Do total, 214 fizeram dieta low-carb e 639 não. A prevalência de um alto escore sugestivo de compulsão alimentar sem práticas compensatórias foi de 17,94% (n = 153) e a presença de compulsão alimentar associada com compensação foi de 2,23% (n = 19). No grupo dieta, 35,05% (n = 75) também realizaram jejum intermitente. O grupo dieta atingiu maiores valores para ECAP e IMC e menores para frequência de consumo de arroz e pão francês. Ainda, os escores da ECAP se correlacionaram positivamente com o consumo de chocolate (r = + 0,14 ; p = 0,0377) e valores de IMC (r = + 0,19; p = 0,0042), enquanto a restrição de carboidratos apresentou correlação negativa com o consumo de chocolate (r = - 0,13; p = 0,041), pão francês (r = - 0,20; p = 0,0024) e arroz (r = - 0,36; p = <0,0001).

Conclusões

Destacam-se a alta prevalência da prática de dieta (25,09%) e os maiores níveis de compulsão alimentar neste grupo, além de menor consumo de arroz e pão francês em relação aos que não fizeram dieta.

Transtornos alimentares; bulimia nervosa; transtorno de compulsão alimentar; dieta low-carb

Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Av. Venceslau Brás, 71 Fundos, 22295-140 Rio de Janeiro - RJ Brasil, Tel./Fax: (55 21) 3873-5510 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: editora@ipub.ufrj.br