PROPRIEDADES PSICOMÉTRICAS DO QUESTIONÁRIO DE AMBIENTE DE GRUPO (GEQ) PARA O CONTEXTO DO FUTEBOL E FUTSAL DE ALTO RENDIMENTO

José Roberto Andrade do Nascimento Junior Andressa Ribeiro Contreira Caio Rosas Moreira Gislaine Contessoto Pizzo Vandresa Teixeira Ribeiro Lenamar Fiorese Vieira Sobre os autores

RESUMO

O objetivo deste estudo foi analisar as propriedades psicométricas da versão brasileira do Questionário de Ambiente de Grupo (GEQ) para o contexto do futsal e futebol de alto rendimento. Participaram do estudo 441 atletas do sexo masculino, sendo 140 de futebol e 301 de futsal. A análise dos dados foi conduzida utilizando os testes alfa de Cronbach(α), confiabilidade composta (CC), análise fatorial confirmatória (AFC), variância extraída média e correlação de Spearman. Os resultados evidenciaram que o GEQ apresentou consistência interna satisfatória (α>0,70/CC>0,70). A AFC revelou que o modelo (M2) com 16 itens apresentou ajuste adequado para atletas de futebol e futsal e a análise multigrupos apontou invariância parcial (métrica e configuracional) entre jogadores de futebol e futsal. O GEQ apresentou validade externa satisfatória (r>0,50/p<0,05) com as dimensões do CART-Q (Questionário do Relacionamento Treinador-Atleta - versão atleta). Concluiu-se que a versão do GEQ apresentou propriedades psicométricas satisfatórias para o contexto do futebol e futsal brasileiro de alto rendimento.

Palavras-chave:
Psicometria; Coesão de grupo; Esporte

Universidade Estadual de Maringá Avenida Colombo, 5790 - cep: 87020-900 - tel: 44 3011 4315 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: revdef@uem.br