Marcadores eletrocardiográficos para detecção precoce de doença cardíaca em pacientes com talassemia beta maior

Kemal Nisli Yavuz Taner Oner Naci Salcioglu Zafer Karakas Zeynep Dindar Aygun Umrah Aydogan Rukiye Eker Turkan Ertugrul Sobre os autores

OBJETIVO: Analisar comparativamente a dispersão da onda P (DOP) em pacientes com talassemia beta maior (β-TM) e indivíduos saudáveis (controles) para a detecção precoce do risco de arritmias. MÉTODOS: Oitenta e uma crianças com β-TM, com idades entre 4 e 19 anos, e 74 crianças saudáveis (grupo controle) foram submetidas a exame eletrocardiográfico e ecocardiograma transtorácico de rotina para avaliação cardíaca. A DOP foi calculada como a diferença entre as durações máxima e mínima da onda P. RESULTADOS: Houve uma diferença estatisticamente significativa entre o grupo de estudo e o grupo controle no pico de velocidade do fluxo transmitral no início da diástole (E) e na razão E/fluxo transmitral tardio (A). A duração máxima da onda P e a DOP foram significativamente maiores nos pacientes com β-TM do que nos indivíduos controles. CONCLUSÕES: O aumento da DOP em nossos pacientes com β-TM pode estar relacionado à depressão na condução intra-atrial, devido à dilatação atrial, e ao aumento da atividade simpática. Estes pacientes devem ser acompanhados atentamente devido à possibilidade de ocorrência de arritmias com risco de vida.

Talassemia maior; dispersão da onda P; ferritina; acometimento cardíaco


Sociedade Brasileira de Pediatria Av. Carlos Gomes, 328 cj. 304, 90480-000 Porto Alegre RS Brazil, Tel.: +55 51 3328-9520 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: jped@jped.com.br