O significado do grupo de apoio para a família de recém-nascidos de risco e equipe de profissionais na unidade neonatal

Virgínia Buarque Marilia de Carvalho Lima Russel Parry Scott Maria Gorete L. Vasconcelos Sobre os autores

OBJETIVO: Investigar o significado do grupo de apoio para a família de recém-nascidos de risco e equipe de profissionais na unidade neonatal. METODOLOGIA: Utilizou-se a abordagem qualitativa e, como referencial teórico, o cuidado centrado na família. O estudo foi realizado na unidade neonatal do Hospital Prontolinda, em Pernambuco. No período de janeiro a junho de 2004, foram realizadas 25 reuniões do grupo de apoio para a família. A coleta de dados foi realizada através da observação participante das reuniões do grupo e de entrevistas gravadas com 13 mães, seis pais, duas avós e 16 profissionais de saúde. As falas foram submetidas à análise de conteúdo, modalidade temática. RESULTADOS: A análise evidenciou que o grupo de apoio para a família de neonatos de risco proporcionou informação, apoio emocional e fortalecimento aos pais e familiares para que vivenciassem o nascimento e a hospitalização do filho na unidade neonatal, além de tê-los capacitado para assumir os cuidados com o recém-nascido. Paralelamente, houve crescimento interpessoal mútuo na interação entre pais, familiares e equipe de profissionais da unidade neonatal. CONCLUSÕES: O grupo de apoio para a família de neonatos de risco na unidade neonatal representa uma abordagem fundamentada nos princípios do cuidado centrado na família. A partir de tais princípios, pode-se restabelecer a competência parental, ajudar a equipe de profissionais a respeitar valores e sentimentos dos familiares, bem como contribuir para que pais e profissionais trabalhem em parceria na unidade neonatal.

Grupos de apoio; família; recém-nascidos; unidade terapia intensiva neonatal


Sociedade Brasileira de Pediatria Av. Carlos Gomes, 328 cj. 304, 90480-000 Porto Alegre RS Brazil, Tel.: +55 51 3328-9520 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: jped@jped.com.br