Aspectos morfológicos de frutos, sementes, plântulas e germinação in vivo e in vitro de espécies do gênero Cleome

Tatiana Carvalho de Castro Claudia Simões-Gurgel Ivan Gonçalves Ribeiro Marsen Garcia Pinto Coelho Norma Albarello Sobre os autores

O gênero Cleome encontra-se distribuído em áreas tropicais e subtropicais do mundo. Cleome dendroides é uma espécie endêmica de Mata Atlântica do estado do Rio de Janeiro, enquanto C. rosea é uma espécie nativa que ocorre principalmente em restingas, ambos ecossistemas que sofrem constante impacto antrópico. Cleome spinosa é frequentemente encontrada em áreas urbanas. Muitas espécies de Cleome têm sido utilizadas na medicina tradicional, como C. spinosa. No presente trabalho, avaliou-se a influência do substrato, da temperatura e da luz sobre a germinação in vivo das três espécies, bem como determinaram-se as condições para germinação in vitro e as etapas do desenvolvimento pós-seminal. Observaram-se que apenas sementes de C. spinosa apresentam dormência fisiológica, a qual é superada utilizando-se temperaturas alternadas. O substrato influenciou significativamente a germinação de C. rosea e as sementes de C. dendroides apresentaram alta porcentagem de germinação nas diferentes condições avaliadas. As etapas do desenvolvimento pós-seminal sob condições in vivo e in vitro foram definidas. Observou-se que o desenvolvimento sob condições in vitro foi mais acelerado que in vivo. Uma eficiente metodologia para germinação in vitro foi estabelecida para C. dendroides e C. spinosa, fornecendo material juvenil em condições assépticas para futuros experimentos de cultura de tecidos vegetais.

Cleome dendroides; Cleome rosea; Cleome spinosa; desenvolvimento pós-seminal


ABRATES - Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Avenida Maringá, nº 1219 , Jardim Vitória Londrina - Paraná Brasil, Tel./ Fax. 55 43 3025-5120 - Londrina - PR - Brazil
E-mail: contato@abrates.org.br
Accessibility / Report Error