Deriva simulada de dicamba: efeitos sobre a qualidade fisiológica de sementes de soja

Estevam Matheus Costa Jacson Zuchi Matheus Vinícius Abadia Ventura Leandro Spíndola Pereira Geovani Borges Caetano Adriano Jakelaitis Sobre os autores

Resumo:

Com a inserção de variedades de soja resistentes ao herbicida dicamba, surge a possibilidade de deriva deste herbicida em campos de produção e a ocorrência de redução na qualidade fisiológica das sementes. Objetivou-se avaliar a qualidade fisiológica das sementes de soja em função da aplicação de subdoses de dicamba em duas fases fenológicas. O delineamento foi em blocos casualizados, com quatro repetições. O esquema fatorial 4 x 2 + 1 composto por quatro doses (0,028, 0,28, 2,8 e 28 g.ha-1) de dicamba aplicados em V4 e R2 + testemunha. A qualidade fisiológica das sementes foi avaliada após a colheita e aos seis meses após armazenadas a 20 °C. Na dose de 28 g.ha-1 de dicamba aplicados em V4 e R2, as sementes apresentaram redução da germinação em 15 e 42%, respectivamente. Após o armazenamento, as sementes do tratamento com 28 g.ha-1 de dicamba apresentaram germinação 64% menor se comparado à menor dose avaliada e a condutividade elétrica duplicou em relação à testemunha. As sementes de soja têm sua qualidade fisiológica reduzida por subdoses de dicamba aplicadas nos estádios V4 e R2 tanto antes quanto após o armazenamento.

Termos para indexação:
armazenamento; épocas de aplicação; germinação; Glycine max; subdoses

ABRATES - Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Avenida Maringá, nº 1219 , Jardim Vitória Londrina - Paraná Brasil, Tel./ Fax. 55 43 3025-5120 - Londrina - PR - Brazil
E-mail: contato@abrates.org.br