Teste de envelhecimento acelerado e suas relações com o potencial fisiológico de sementes de soja

Thaisa Cavalieri Matera Lucas Caiubi Pereira Alessandro Lucca Braccini Francisco Carlos Krzyzanowski Carlos Alberto Scapim Samara Cavalli Piana Danilo Cesar Volpato Marteli Renata Cristiane Pereira Gláucia Cristina Ferri Andreia Kazumi Suzukawa Sobre os autores

Resumo:

Apesar do teste de envelhecimento acelerado ser um dos mais empregados na avaliação da qualidade fisiológica de sementes de soja, são escassos os trabalhos que o relacionam com outros testes fisiológicos empregados na cultura. Neste contexto, o objetivo neste trabalho foi investigar as relações do envelhecimento acelerado com os resultados de desempenho fisiológico obtido nos testes de vigor mais frequentemente utilizados no sistema de controle de qualidade de sementes de soja (germinação, primeira contagem da germinação, classificação do vigor da plântula, envelhecimento acelerado, condutividade elétrica, índice de velocidade de emergência, emergência final em substrato de areia e emergência em campo). O experimento foi conduzido com sementes apresentando distintos níveis de vigor, adotando-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições. Os dados obtidos foram submetidos à análise de correlação simples de Pearson (r) e análise de regressão linear simples a 1% e 5% de probabilidade. Os resultados demonstraram que o teste de classificação do vigor da plântula (r = 0,9160) e de emergência em campo (r = 0,9198) foram aqueles que se correlacionaram em maior grau com o envelhecimento acelerado, seguidos pela germinação (r = 0,8690), primeira contagem de germinação (r = 0,8460) e condutividade elétrica (r = 0,8912).

Termos para indexação:
Glycine max; vigor; germinação; emergência; Pearson

ABRATES - Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Avenida Maringá, nº 1219 , Jardim Vitória Londrina - Paraná Brasil, Tel./ Fax. 55 43 3025-5120 - Londrina - PR - Brazil
E-mail: contato@abrates.org.br