Potencial fisiológico de sementes de milho submetidas a diferentes tratamentos e períodos de armazenamento

Giovanna Emanuelle Gonçalves Mariucci Andréia Kazumi Suzukawa Alessandro Lucca Braccini Carlos Alberto Scapim Luiz Henrique da Silva Lima Priscila Angelotti Raissa Marrafon Ponce Danilo Cesar Volpato Marteli Sobre os autores

Resumo:

O objetivo do trabalho foi avaliar a germinação e vigor das sementes de milho submetidas a diferentes produtos e períodos de armazenamento. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em esquema de parcelas subdivididas no tempo. Na parcela foram distribuídos nove tratamentos: uma testemunha não tratada, um tratamento denominado de “tratamento padrão”, com adição de fungicida (fludioxonil + metalaxyl-M) e inseticida (thiamethoxam). A partir do tratamento padrão, seis tratamentos com combinações de inoculante (Azospirillum brasilense), micronutrientes (nitrogen + potassium + zinc + boron + copper + iron + manganese + molibdenium) e biorregulador. Por fim, um tratamento denominado de “tratamento completo”, incluindo todos os produtos. Na subparcela, os períodos de armazenamento 0, 15, 30, 45, 60 e 90 dias foram avaliados. O vigor das sementes de milho foi reduzido pelos tratamentos de sementes e pelo armazenamento. A adição de micronutrientes resultou em maior fitotoxicidade em comparação à adição de outros produtos, independente do período de armazenamento. O uso de fungicida, inseticida e inoculante se mostram viáveis, como os mais promissores tratamentos de sementes. Nenhum dos tratamentos estudados afetaram a germinação até 45 dias de armazenamento, porém o tratamento completo, com 3200 mL. 100 kg-1 reduziu o vigor de sementes.

Termos para indexação:
Zea mays; tratamento químico; germinação; vigor

ABRATES - Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Avenida Maringá, nº 1219 , Jardim Vitória Londrina - Paraná Brasil, Tel./ Fax. 55 43 3025-5120 - Londrina - PR - Brazil
E-mail: contato@abrates.org.br