Aneurisma de aorta abdominal roto: fatores prognósticos

OBJETIVO: Analisar fatores prognósticos relacionados com a letalidade dos doentes com aneurisma de aorta abdominal roto. MÉTODO: Foram analisados, retrospectivamente, 72 doentes portadores de aneurisma de aorta abdominal roto, operados no período de 1976 a 2000 pela disciplina de Cirurgia Vascular da Santa Casa de São Paulo. RESULTADOS: A análise descritiva dos dados mostra média de idade de 67,93 anos, com desvio padrão de 11,58 anos, sendo 32% do sexo feminino e 68% do sexo masculino. Do total, 28% tinham história prévia de aneurisma e 72% desconheciam a doença. A pressão arterial sistólica na admissão foi de 96,53 mmHg. A dor esteve presente em 100% dos doentes, assim como massa abdominal pulsátil. O local de rompimento do aneurisma foi em 93% dos casos para o retroperitônio, 4% para o duodeno e 2% para peritônio livre. CONCLUSÃO: Os fatores prognósticos relacionados à letalidade que se mostraram com significância estatística foram: idade, pressão arterial admissional, diurese intra-operatória, volume infundido e creatinina admissional.

aneurisma roto; aneurisma da aorta abdominal; morbidade


Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) Rua Estela, 515, bloco E, conj. 21, Vila Mariana, CEP04011-002 - São Paulo, SP, Tel.: (11) 5084.3482 / 5084.2853 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: secretaria@sbacv.org.br