A Revolução Russa em perspectiva histórica e comparada

The Russian Revolution in historical and comparative perspective

Sugere-se uma comparação da Revolução Russa de 1917 com a Revolução Francesa de 1789 e a Revolução Inglesa de 1640. Se uma Revolução tornou-se possível na Inglaterra, na França e na Rússia, foi porque, nos seus antigos regimes, produziu-se uma divisão fatal no establishment, vale dizer, entre classes e/ou frações de classes dominantes e o poder. A difusão e a força do puritanismo, do iluminismo e do socialismo, nas sociedades inglesa, francesa e russa do antigo regime, eram a um só tempo sintoma e conseqüência desse mal-estar espiritual e desse conflito político no interior de suas respectivas classes dominantes (e destas, obviamente, com relação às classes dominadas). Em contrapartida, e como uma espécie de contraprova ao que se está afirmando, nem na Prússia/Alemanha, nem no Piemonte/Itália, em 1848-1849 e em 1918-1919, existiu algo semelhante; daí a impossibilidade de uma revolução nesses dois países e nesses dois momentos cruciais.

Revolução Russa de 1917; Revolução Francesa de 1789; Revolução Inglesa de 1640; História comparada


CEDEC Centro de Estudos de Cultura Contemporânea - CEDEC, Rua Riachuelo, 217 - conjunto 42 - 4°. Andar - Sé, 01007-000 São Paulo, SP - Brasil, Telefones: (55 11) 3871.2966 - Ramal 22 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: luanova@cedec.org.br