O CASAMENTO REPUBLICANO NA CRÔNICA DE MACHADO DE ASSIS

THE REPUBLICAN MARRIAGE IN THE CHRONICLE OF MACHADO DE ASSIS

MARIA LUZIA ALVES BRITO Sobre o autor

Resumo

Desde a proclamação da República, a regulamentação do casamento civil tornou-se questão recorrente na imprensa nacional. Transformar o matrimônio em um contrato estatal significava estabelecer direitos e deveres para homens e mulheres, enquanto cônjuges ou pais. Dessa forma, o Estado regulamentava a vida familiar privada como um todo. Na década de 1890, tais debates ocuparam a imprensa brasileira. No período, Machado publicava regularmente as crônicas intituladas "A Semana" na Gazeta de Notícias, em que o tema teve espaço privilegiado. Estudar esses textos é fundamental para a compreensão das novas configurações sociais na vida privada pós-proclamação da República, em especial devido à possibilidade de compreendê-los em conjunto com a obra machadiana, que sempre se debruçou sobre o papel social do matrimônio.

crônica; gênero; Machado de Assis; casamento

Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Av. Prof. Luciano Gualberto, 403 sl 38, 05508-900 São Paulo, SP Brasil - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: machadodeassis.emlinha@usp.br