O CANTO DO CREPÚSCULO: REFLEXÕES ORNITO-ANTROPOLÓGICAS SOBRE UM MITO DE ORIGEM KADIWÉU

EL CANTO DEL CREPÚSCULO: REFLEXIONES ORNITO-ANTROPOLÓGICAS SOBRE UN MITO DE ORIGEN CADUVEO

TWILIGHT SINGING: ORNITHO-ANTHROPOLOGICAL REFLECTIONS ON A KADIWÉU ORIGIN MYTH

Francesco Romizi Sobre o autor

Resumo

Este trabalho surge do descobrimento, no mito de origem kadiwéu, de duas relações que envolvem humanos e pássaros. Uma é a existente entre os três pássaros-detetives convocados pelo demiurgo para encontrar os ladrões do seu peixe - os ancestrais do ser humano. A outra é aquela entre o pássaro carão, o único que conseguiu ver os ladrões - permitindo ao demiurgo encontrá-los e “humanizá-los” -, e estes últimos. Com respeito à primeira, partindo de uma leitura estruturalista, argumentamos como esses pássaros formam uma série natural de diferenças, por meio da qual os Kadiwéu pensam metaforicamente sobre uma controversa série cultural, assumida como homóloga. Passando à segunda, interpretamos a hipótese perspectivista, defendendo a tese de que o carão enxergou aquela proto-humanidade no momento em que vestiu a sua “roupa”, ingerindo um alimento cozido. Na última parte do texto tentamos juntar estas duas relações para nos aproximarmos da armação do pensamento mítico deste povo ameríndio.

Palavras-chave:
Mito de origem; Xamanismo; Kadiwéu; Estruturalismo; Perspectivismo

Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Quinta da Boa Vista s/n - São Cristóvão, 20940-040 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.: +55 21 2568-9642, Fax: +55 21 2254-6695 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revistamanappgas@gmail.com