Santos e contrabandistas: a nacionalização de São Sebastião e a fronteira austral argentino-chilena

Este texto analisa relatos que giram em torno de como e por que uma imagem de São Sebastião teve de ser importada do Chile para ser instalada em uma capela do norte neuquino (Argentina). Este fato nos permitirá apreciar uma das maneiras como a conformação do Estado-nação argentino e a implantação de suas fronteiras nacionais foi percebida, significada e vivenciada pelos habitantes fronteiriços. Em particular, iluminará as relações existentes em alguns contextos entre religião e nacionalismo, assim como o fenômeno da invisibilidade/visibilidade das relações intercordilheira.

Estado; Nação; Fronteira; Santos; Contrabando


Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Quinta da Boa Vista s/n - São Cristóvão, 20940-040 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.: +55 21 2568-9642, Fax: +55 21 2254-6695 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revistamanappgas@gmail.com