A interpretação do nazismo, na visão de Norbert Elias

Este trabalho analisa um dos temas centrais do último livro de Norbert Elias: a significação do nazismo. Refere-se às razões da perplexidade das correntes liberal e marxista para dar conta do fenômeno, pelo menos em um primeiro momento. A partir dessa constatação, expõe o ponto de vista de Elias, que se aparta de uma história-progresso, no rumo de um processo civilizatório cada vez mais aperfeiçoado. Procura-se demonstrar como a interpretação de Elias está fundada na análise de longa duração da história alemã, dando relevância à constituição do habitus como um conceito explicativo original que não se confunde com o de caráter nacional. O ensaio discute também o peso secundário, embora não irrelevante, que Elias atribui à conjuntura dos anos 20 e princípios dos anos 30 na implantação do nazismo. Indaga-se, por último, se, na opinião de Elias, o nazismo foi um fenômeno datado e específico e, em função da resposta, quais as possibilidades de sua reemergência no quadro atual.


Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Quinta da Boa Vista s/n - São Cristóvão, 20940-040 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.: +55 21 2568-9642, Fax: +55 21 2254-6695 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revistamanappgas@gmail.com