MedicalExpress, Volume: 3, Issue: 6, Published: 2016
  • Association between depression severity and executive functioning in late-life depression: a systematic review Review

    Monteiro, Suzana; Monteiro, Bárbara; Candida, Maristela; Adler, Nathalia; Campos, Carlos; Rocha, Nuno Barbosa F.; Paes, Flávia; Nardi, Antônio Egidio; Machado, Sergio

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: A depressão de início tardio é uma doença subdiagnosticada e subtratada que reduz o bem-estar da pessoa idosa. A disfunção executiva é outra alteração crítica em idosos deprimidos, perturbando ainda mais o seu funcionamento diário. Esta revisão sistemática tem como objetivo analisar a associação entre o funcionamento executivo e a severidade dos sintomas depressivos em idosos diagnosticados com transtorno depressivo major. MÉTODOS: Foi realizada uma busca nas bases de dados MEDLINE/PubMed, ISI Web of Knowledge e PsychInfo utilizando os termos "depression", "executive function", "neuropsychological assessment", "elderly" e "late life". A seleção, classificação dos estudos e coleta de dados foram realizadas por dois avaliadores independentes. RESULTADOS: Foram encontrados 1130 artigos, mas apenas 8 estudos preencheram os critérios de elegebilidade. Três avaliaram a associação entre a severidade dos sintomas e o funcionamento executivo. Seis dos 8 estudos encontraram uma associação entre a severidade dos sintomas e o funcionamento executivo, com correlações de diversas magnitudes (r= -0,15 a -0,53). Os artigos incluídos apresentaram várias limitações metodológicas, tais como descrição seletiva de dados, avaliação não compreensiva do funcionamento executivo e falha no controlo de possíveis vieses. CONCLUSÃO: A severidade dos sintomas depressivos pode ser fortemente correlacionada com um conjunto específico de habilidades executivas, embora pareça também existir uma associação mais ampla com o funcionamento executivo como um todo. Recomenda-se a realização de estudos prospetivos com o fim de compreender a relação causal entre a severidade dos sintomas depressivos e o funcionamento executivo, tendo em conta possíveis mediadores tais como défices cognitivos associados ao envelhecimento ou outros processos neuro-degenerativos, nível de escolaridade e outras características clínicas (idade de início da doença, medicação).

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: Late-life depression is an under-diagnosed and under-treated disease that reduces the well-being of older adults. Executive dysfunction is another critical impairment in elderly depressed individuals which further disrupts their everyday functioning. This systematic review aims to analyze the association between executive function and depression severity in elderly individuals diagnosed with major depressive disorder. METHOD: The studies were retrieved from MEDLINE/PubMed, ISI Web of Knowledge and PsychInfo, after a search strategy combining the terms "depression", "executive function", "neuropsychological assessment", "elderly" and "late life". Study selection, data collection and quality ratings was performed by two independent raters. RESULTS: A total of 1,130 articles were found but only 8 studies met the defined eligibility criteria and evaluated the association between depression severity and executive functioning. Six out of 8 studies found an association between depression severity and executive function, with correlations ranging from small to large (r= -0.15 to -0.53). The included reports had several methodological limitations such as selective data reporting, non-comprehensive executive function assessment and not controlling potential biases. CONCLUSION: Depression severity may be more strongly correlated with a specific set of executive abilities although it also seems to be a broad-based association with executive functioning as a whole. Future high-quality prospective studies are recommended in order to understand the causal relationship between depression severity and executive functioning taking into account possible mediators such as age-related or neurodegenerative cognitive impairment, educational level and other clinic characteristics (e.g. age of onset, medication).
  • Adhesion to the monitoring of newborns from VDRL positive mothers Original Research

    Lopes, Izailza Matos Dantas; Aragão, José Aderval; Lopes, Adriana Dantas; Almeida-Santos, Marcos; Lima, Sônia Oliveira; Fonseca, Vania; Feitosa, Vera Lúcia Corrêa; Reis, Francisco Prado

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: A sífilis congênita tem como agente etiológico o Treponema pallidum e resulta da contaminação do feto pela gestante infectada sem tratamento ou com tratamento inadequado. MÉTODO: Foi realizado um estudo observacional, prospectivo, longitudinal, com a participação de 428 recém-nascidos que foram acompanhados durante 18 meses em um ambulatório de sífilis de uma Maternidade Filantrópica em Aracaju. Os achados foram estatisticamente expressos de maneira descritiva e o programa estatístico utilizado foi o SPSS. RESULTADOS E CONCLUSÕES: A prevalência de sífilis congênita para 1000 nascidos vivos foi de 10,02 casos. Não compareceram à primeira consulta 28,2% dos recém-nascidos. Durante o acompanhamento, aos 18 meses, o percentual de abandono foi de 75%. O intervalo médio de cura dos recém-nascidos foi de 4,25 meses. Foi encontrada uma alta prevalência de sífilis congênita com baixas adesões à primeira consulta e ao acompanhamento; 67,1% foram tratados com penicilina cristalina e apenas 3% necessitaram repetir o tratamento.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: Treponema pallidum is the etiological agent of congenital syphilis, which results from fetal contamination by the infected mothers, who were not treated or were inadequately treated during pregnancy. METHODS: An observational, prospective and longitudinal study, was performed (2010-2014), through the evaluation of 428 newborns during 18 months in a syphilis clinic from a Philanthropic Maternity Hospital in Aracaju, capital city of the Northeastern state of Sergipe, Brazil. The findings were statistically expressed as descriptive data and the statistical program used was SPSS (Statistical Package for Social Sciences). RESULTS AND CONCLUSIONS: The prevalence of congenital syphilis was 10.02/1,000 live births. A total of 120 (28%) of newborns did not attend the first appointment. During the observational period, at 18 months, the rate of abandonment was 75%. The average interval of healing of the newborns was 4.25 months. A high prevalence of congenital syphilis was found with low adhesion to the first consultation and monitoring period; 67.1% of newborns were treated with Crystalline Penicillin (Penicillin G) and only 3% of them required a repeat treatment.
  • Depression is inversely associated with sexual satisfaction and physical function in men living with HIV/AIDS Original Research

    Raso, Vagner; Tolea, Magdalena Ioana; Casseb, Jorge Simão do Rosário; Duarte, Alberto José da Silva; Greve, Júlia Maria D'Andréa

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: Analisar as associações entre depressão e aptidão e função físicas em homens vivendo com HIV/AIDS, e o papel da satisfação sexual nessas associações. MÉTODOS: Estudo transversal conduzido com 40 homens vivendo com HIV/AIDS (40,75 ± 8,68 anos [25-66 anos de idade]) divididos em dois grupos de acordo com o nadir de CD4+ (nadir baixo < 200 células/mm3; nadir alto ≥ 200 células/mm3). A depressão foi estimada pelo inventário de depressão de Beck. Os participantes auto-classificaram sua satisfação sexual. A aptidão física foi avaliada por meio da flexibilidade, força muscular e consumo de oxigênio de pico (VO2pico). A função física foi mensurada pelo tempo para levantar-se de uma posição sentada (TLPS), tempo para amarrar o tênis, e tempo para caminhar 3,33 m. RESULTADOS: A depressão foi inversamente associada com satisfação sexual (para nadir baixo e alto) e flexibilidade (para nadir baixo), e positivamente associada com tempo de caminhada (para nadir baixo e amostra total), e tempo para calçar e amarrar o tênis (amostra total). A satisfação sexual foi positivamente associada com força muscular (para nadir alto e amostra total), mas inversamente com TLPS (para nadir baixo e amostra total), tempo de caminhada (para nadir baixo e amostra total), e tempo para calçar e amarrar o tênis (para nadir alto e amostra total). CONCLUSÃO: Os dados sugerem que existe associação negativa entre depressão e função física independente do quadro clinico retrospectivo de homens vivendo com HIV/AIDS, e que parece existir, potencialmente, um papel para a satisfação sexual como explicação para essa associação.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To assess the associations between depression and physical fitness and function in men living with HIV/AIDS and the role of sexual satisfaction in these associations. DESIGN: Cross-sectional study conducted with 40 males living with HIV/AIDS (40.75 ± 8.68 years [25-66 yrs. old]) divided in two groups based on CD4+ nadir (low nadir < 200 cells/mm3; high nadir ≥ 200 cells/mm3). METHODS: Depression was determined by the Beck Depression Inventory. Participants were asked to evaluate their satisfaction with sexual life and their physical fitness was assessed by flexibility, muscle strength and peak oxygen uptake (VO2peak). Physical function was measured by time taken to move from seated to standing position (TSSP), time to tie sneakers, and time to walk 3.33 m. RESULTS: Depression was inversely associated with sexual satisfaction (for low and high CD4+ nadir) and flexibility (for low CD4+ nadir), and positively associated with walking time (for low CD4+ nadir and total sample), and time to tie sneakers (for the total sample). Sexual satisfaction was positively associated with muscle strength (for low CD4+ nadir and total sample), but inversely with TSSP (for low CD4+ nadir and total sample), walking time (for low CD4+ nadir and total sample), and time to tie sneakers (for high CD4+ nadir and total sample). CONCLUSION: Findings suggest a negative association between depression and physical function regardless of retrospective clinical status of men living with HIV/AIDS and a potential role for sexual satisfaction in explaining this association.
  • Anthropometric profile, eating habits and physical activity levels of students in a city in the state of São Paulo Original Research

    Prado, Maria Tereza Artero; Aoyagui, Thiago Américo Cartuchi; Scarcelli, André Luiz Matsumoto; Fernani, Deborah Cristina Gonçalves Luiz; Massetti, Thais; Silva, Talita Dias da; Bebiano, Beatriz Cecilio; Freire, Ana Paula Coelho Figueira; Monteiro, Carlos Bandeira de Mello

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: o objetivo deste estudo foi verificar a prevalência de pessoas com excesso de peso, e relacionar hábitos alimentares e níveis de atividade física em escolares de 7 a 13 anos de escolas públicas de uma cidade de São Paulo, e comparar os hábitos alimentares e níveis de atividade física dos alunos com seus pais. TIPO DE ESTUDO: Esta pesquisa é do tipo transversal de caráter observacional. MÉTODO: Oitenta e duas crianças de ambos os sexos, com idade de 07 a 13, foram avaliadas, dados antropométricos foram recolhidos e índice de massa corpórea por idade foi classificada pelo SISVAN, juntamente com a aplicação de um questionário para análise dos níveis de atividade física e perfis alimentares dos estudantes e dos pais. RESULTADOS: A análise dos dados foi realizada com os testes de Kolmogorov-Smirnov, teste-t pareado e Mann Whitney; para a análise de correlação, os testes de Spearman ou de Pearson foram realizadas. Adotou-se nível de significância de 5%. Neste estudo, metade dos estudantes tinham excesso de peso e apresentavam a circunferência abdominal aumentada. Observou-se também que melhores hábitos alimentares associavam-se a maior nível de atividade física. Os estudantes consumiam mais alimentos fritos, doces e frutas, além de se alimentarem em maior quantidade do que seus pais; dentre estes, poucos realizavam atividade física regular. CONCLUSÕES: O excesso de peso foi encontrado em metade dos alunos avaliados numa pequena cidade com alto Índice de Desenvolvimento Humano. Verificou-se também que os meninos apresentaram maior nível de atividade física, número de refeições e menor ingestão de doces. Além disso, observou-se que os melhores hábitos alimentares estavam associados ao nível de atividade física.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: To verify the prevalence of overweight in students aged 7 to 13 years in public schools in a city in the state of São Paulo; to compare the eating habits and physical activity levels of the students with those of their parents; to relate eating habits and physical activity levels to gender. METHODS: This was a transverse observational study. Eighty-two children of both genders, aged 7 - 13 years, were evaluated, anthropometric data collected and body mass index for age was classified as per the Brazilian Ministry of Health "Food and Nutrition Monitoring System" (SISVAN); concurrently we applied a questionnaire for the analysis of physical activity levels and eating profiles for students and their parents. Data were analyzed through Kolmogorov-Smirnov tests, unpaired Student t test or Mann Whitney; for correlation analysis, we employed the Spearman or Pearson tests. RESULTS: In this study, half of the students were found to be overweight, with an increased abdominal circumference. We also observed that better eating habits correlated with greater physical activity. Students consumed more fried food, sweets and fruit and ate more often than their parents; few of these parents regularly perform physical activity. CONCLUSIONS: Excess weight has been found in half of the students evaluated in a small town with a high Human Development Index. It was also found that boys presented higher level of physical activity, number of meals and lower sweet intake. Furthermore, it was observed that better eating habits were associated with the level of physical activity.
  • The expression of the aminoacid transporters ASCT2 (SLC1A5) and LAT1 (SLC7A5) in astrocytomas Original Research

    Alves, Maria José Ferreira; Uno, Miyuki; Silva, Roseli da; Oba-Shinjo, Sueli Mieko; Marie, Suely Kazue Nagahashi

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: ASCT2 e LAT1 são transportadores de aminoácidos envolvidos no transporte de glutamina e desempenham um papel no crescimento tumoral. Estudos prévios mostraram uma associação de ASCT2 com proliferação celular através da maquinaria de tradução do mTOR; tem sido mostrado que o LAT1 é um marcador prognóstico devido à sua relação com invasão tumoral, invasão vascular microscópica e metástase. Este estudo analisou a expressão gênica de ASCT2 e LAT1 em astrocitomas de diferentes graus e sua correlação com desfecho clínico em pacientes com glioblastoma. METODO: Este é um estudo observacional com análise de expressão de RNAm de ASCT2 e LAT1 em 153 amostras de astrocitomas humanos, distribuídas em diferentes graus de malignidade segundo a OMS (23 astrocitomas de grau I ou astrocitoma pilocítico, 26 de astrocitoma de grau II ou astrocitoma de baixo grau, 18 de astrocitoma de grau III ou astrocitoma anaplásico, 86 de astrocitoma de grau IV ou glioblastoma (AGIV ou GBM); estes foram comparados com 22 amostras cerebrais não neoplásicas. RESULTADOS: Foi observada uma hiperexpressão de ambos os genes, particularmente nos astrocitomas malignos (GIII & GBM). Além disso, a hiperexpressão LAT1 impactou negativamente na sobrevida global em um grupo de pacientes com GBM. CONCLUSÃO: LAT1 é mais expresso em astrocitomas de grau maior. Isso leva a um pior prognóstico entre os pacientes com GBM e pode ser um potencial alvo terapêutico.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: ASCT2 and LAT1 are aminoacid transporters involved in glutamine transport and play a role in tumor growth. Previous studies have shown an association of ASCT2 to cell proliferation through the mechanistic Target of Rapamycin (mTOR) translational machinery; LAT1 has been shown as a prognostic marker due to its relation to tumor invasion, microscopic vascular invasion and metastasis. This study analyzed the gene expression of ASCT2 and LAT1 in astrocytomas of different grades and how this correlates to clinical outcome in glioblastoma patients. METHOD: This is an observational study with ASCT2 and LAT1 mRNA expression analysis in 153 samples of human astrocytomas, distributed in different World Health Organization (WHO) grades of malignancy (23 at grade I or pilocytic astrocytoma, 26 at grade II or low-grade astrocytoma, 18 at grade III or anaplastic astrocytoma, 86 at grade IV astrocytoma or glioblastoma (AGIV or GBM)); these were compared to 22 non-neoplastic brain samples. RESULTS: Significant hyperexpression of both genes was observed particularly in malignant astrocytomas (GIII & GBM). Moreover, LAT1 hyperexpression impacted negatively in the overall survival in a subset of GBM patients. CONCLUSION: LAT1 is more expressed in higher grade astrocytomas. It leads to a poorer prognosis among GBM patients and may be a potential therapeutical target.
  • Low-dose resveratrol supplementation on heart rate variability in hypertensive volunteers: a controlled double-blind trial Rapid Communication

    Silva-e-Oliveira, Julia; Ferrão, Diêne; Damasceno, Dênis; Furtado, Fabianne

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVO: A hipertensão arterial diminui a variabilidade da frequência cardíaca (VFC). Resveratrol têm sido estudado como tendo potencial para o tratamento da hipertensão. Foram avaliados os efeitos de baixas doses de resveratrol na variabilidade da frequência cardíaca em voluntários hipertensos. MÉTODO: Vinte e um voluntários hipertensos, de ambos os sexos foram suplementados com resveratrol (n = 11) ou placebo (n = 10) durante 30 dias. Parâmetros da VFC foram medidos antes e durante o exercício em esteira padronizado. Um paciente tratado com resveratrol e três tratados com placebo foram perdidos. RESULTADOS: Não houve diferenças antropométricas entre os integrantes dos grupos resveratrol (n = 10) vs. placebo (n = 7), exceto uma diferença de índice de massa corporal. Não foram observadas diferenças para nenhum dos parâmetros da VFC entre resveratrol vs. placebo, ou entre controle vs. exercício em esteira. CONCLUSÃO: A baixa dose de resveratrol não afetou a VFC em hipertensos.

    Abstract in English:

    OBJECTIVE: Hypertension decreases the heart rate variability (HRV). Resveratrol, a phenolic compound found in grapes and their products, has been explored for its potential to treat hypertension. We evaluated the effects of low-dose resveratrol on HRV in hypertensive volunteers. METHOD: Twenty-one hypertensive volunteers of both sexes were supplemented with resveratrol (n = 11) or placebo (n = 10) for 30 days. HRV parameters were measured before and during a standardized treadmill exercise. One resveratrol- and 3 placebo-treated patients were lost to follow-up. RESULTS: There were no anthropometric differences between resveratrol (n = 10) and placebo (n = 7) other than a difference in body mass index. The measured HRV parameters did not differ between resveratrol and placebo, or between control and treadmill exercise. CONCLUSION: Low-dose resveratrol did not alter HRV in hypertensive patients.
Mavera Edições Técnicas e Científicas Ltda Rua Professor Filadelfo Azevedo, 220, Cep: 04508-010, tel: (11) 3051 3043 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: medicalexpress@me.net.br