Sobre a variação intra-específica em Triatoma dimidiata (Latreille) e Triatoma infestans (Klug) (Hemiptera, Reduviidae)

Herman Lent José Jurberg Sobre os autores

Resumos

A observação de oito exemplares de Triatoma dimidiata (Latreille, 1811) de procedência diversas, com vistas a procurar caracterizar as estruturas da genitália externa dos machos (processo do endosoma, suporte do falosoma, falosoma e visica) levou-nos a constatar a mesma variabilidade que a espécie demonstra em relação aos seus caracteres externos de colorido e relações da cabeça e do rosto. Por associação de idéias, ampliamos um estudo anterior sobre a genitália masculina de Triatoma infestans (Klug, 1834), também espécie de larga distribuição geográfica, porém com caracteres externos estáveis. Encontramos assim mesmo, embora em percentagem pequena, que os espinhos do processo do endosoma, habitualmente em número reduzido, podiam não existir. Desta espécie observamos quinze exemplares, de procedências diversas.


The analysis of eight speciemens of Triatoma dimidiata (Latreille, 1811) of diverse origins, in order to characterize the structure of the male external genitalia (endosoma process, struts, phallosoma, vesica) led us to point out that the same variability is demonstrate by the species in relation to its external colour characters and the relation between the head and rostrum. Triatoma dimidiata is a vector of Chagas' disease in several American countries, from Mexico (extreme north of its distribution) to the north of South America, including Colombia, Venezuela, Ecuador and Peru. Similarly we have carried out a large scale study on male genitalia of Triatoma infestans (Klug, 1834) which also has a wide geographic distribution, but with stable external characters. The spines of the endosoma process which generally are few in number, might not exist in a small percentage of cases. We analysed fifteen specimens of diverse origins.


RESUMOABSTRACT

Sobre a variação intra-específica em Triatoma dimidiata (Latreille) e Triatoma infestans (Klug) (Hemiptera, Reduviidae)

Herman Lent1

José Jurberg2

Universidade Santa Úrsula, Centro de Ciências Biológicas, Rio de Janeiro, Brasil

Instituto Oswaldo Cruz, Departamento de Entomologia, Rio de Janeiro, Brasil

A observação de oito exemplares de Triatoma dimidiata (Latreille, 1811) de procedência diversas, com vistas a procurar caracterizar as estruturas da genitália externa dos machos (processo do endosoma, suporte do falosoma, falosoma e visica) levou-nos a constatar a mesma variabilidade que a espécie demonstra em relação aos seus caracteres externos de colorido e relações da cabeça e do rosto. Por associação de idéias, ampliamos um estudo anterior sobre a genitália masculina de Triatoma infestans (Klug, 1834), também espécie de larga distribuição geográfica, porém com caracteres externos estáveis. Encontramos assim mesmo, embora em percentagem pequena, que os espinhos do processo do endosoma, habitualmente em número reduzido, podiam não existir. Desta espécie observamos quinze exemplares, de procedências diversas.

The analysis of eight speciemens of Triatoma dimidiata (Latreille, 1811) of diverse origins, in order to characterize the structure of the male external genitalia (endosoma process, struts, phallosoma, vesica) led us to point out that the same variability is demonstrate by the species in relation to its external colour characters and the relation between the head and rostrum. Triatoma dimidiata is a vector of Chagas' disease in several American countries, from Mexico (extreme north of its distribution) to the north of South America, including Colombia, Venezuela, Ecuador and Peru. Similarly we have carried out a large scale study on male genitalia of Triatoma infestans (Klug, 1834) which also has a wide geographic distribution, but with stable external characters. The spines of the endosoma process which generally are few in number, might not exist in a small percentage of cases. We analysed fifteen specimens of diverse origins.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    02 Jul 2009
  • Data do Fascículo
    Set 1985
Instituto Oswaldo Cruz, Ministério da Saúde Av. Brasil, 4365 - Pavilhão Mourisco, Manguinhos, 21040-900 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel.: (55 21) 2562-1222, Fax: (55 21) 2562 1220 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: memorias@fiocruz.br