Percepção de professores sobre o conteúdo de educação física e sua influência sobre as diferenças de gênero

Francisco Javier Castejón Francisco Javier Giménez Sobre os autores

Resumo

Os rapazes e as moças não mostram o mesmo interesse pelas classes de educação física. O professor é o responsável por desenhar as atividades para conseguir a participação e os benefícios da atividade física. O propósito deste trabalho é analisar se os professores percebem que os conteúdos são mais apropriados para os rapazes e que excluem as moças da participação. A metodologia utilizada combina os seguintes instrumentos: questionário e entrevista semiestruturada. Participaram 18 professores espanhóis de educação física de ensino secundário (14 homens e 4 mulheres). O professor ainda pensa que existe uma maior presença masculina nas aulas de educação física. Os rapazes preferem os desportos e a condição física, contudo as raparigas preferem os conteúdos expressivos, principalmente a dança. A sugestão dos professores para que as moças melhorem a sua participação é dar menos importância à competição e que os rapazes procurem ajudar a participação das moças. Desta forma, os professores poderão conseguir os objetivos educativos pretendidos da atividade física.

Palavras-chave:
professores; percepções; educação física; diferenças de gênero

Universidade Estadual Paulista Universidade Estadual Paulista, Av. 24-A, 1515, 13506-900 Rio Claro, SP/Brasil, Tel.: (55 19) 3526-4330 - Rio Claro - SP - Brazil
E-mail: motriz.rc@unesp.br