Uso de extrato de nim no controle de acaríase por Myobia musculi Schranck (Acari: Miobidae) e Myocoptes musculinus Koch (Acari: Listrophoridae) em camundongos (Mus musculus var. albina L.)

Use of neem extract in the control of acariasis by Myobia musculi Schranck (Acari: Miobidae) and Myocoptes musculinus Koch (Acari: Listrophoridae) in mice (Mus musculus var. albina L.)

Ana C.G. dos Santos Onaldo G. Rodrigues Lúcio V.C. de Araújo Sandra B. dos Santos Rita de M.S.N. de C. Guerra Matheus L. T. Feitosa Whaubtyfran C. Teixeira Árina Santos-Ribeiro Sobre os autores

O objetivo do trabalho foi avaliar a ação acaricida do extrato de nim sobre a forma de pomada, no tratamento da acaríase em camundongos (Mus musculus var. albina L.) naturalmente infestados por Myobia musculi Schrank e Myocoptes musculinus Koch. Foram selecionados 20 animais parasitados e distribuídos em quatro grupos: controle (vaselina), nim a 5%, 10% e 20%. Os animais foram submetidos ao tratamento a cada 48h e mantidos confinados em gaiolas, com alimento e água ad libitum e acompanhados diariamente ao longo de 24 dias. Houve redução significativa do número médio de ácaros recuperados a partir de 96h na concentração de nim a 20%, em comparação com as demais concentrações (P < 0,05). A partir das 120h da aplicação, as concentrações de 10% e 20% também apresentaram resultados significativos quando comparados com o grupo controle (P < 0,05 e P < 0,01; respectivamente). A partir de 168h, os animais tratados com as concentrações de 10% e 20% mostraram resultados significativos (P < 0,01) em comparação com o controle e os ácaros não foram mais observados. Após 216h da aplicação, a pelagem estava totalmente recuperada e os animais permaneceram livres da infestação, nas concentrações de 10% e 20% (P < 0,01). A pomada de nim apresentou atividade acaricida nas concentrações de 10% e 20% em camundongo quando aplicada topicamente, além de mostrar boa atividade flogística, cicatrizante e não desenvolver efeitos colaterais.

Acaricida; Azadirachta indica


Sociedade Entomológica do Brasil Sociedade Entomológica do Brasil, R. Harry Prochet, 55, 86047-040 Londrina PR Brasil, Tel.: (55 43) 3342 3987 - Londrina - PR - Brazil
E-mail: editor@seb.org.br