DAS MANIFESTAÇÕES DE 2013 À ELEIÇÃO DE 2018 NO BRASIL: BUSCANDO UMA ABORDAGEM INSTITUCIONAL1 1 Os autores agradecem aos comentários de Andreza Davidian e Gabriela Rosa, e a todos os participantes do encontro neci-Polbrás e do Seminário do Cebrap “Perspectivas diante dos resultados eleitorais”.

From the 2013 Riots to the 2018 Election in Brazil: Searching for an Institutional Approach

ANDRÉA FREITAS GLAUCO PERES DA SILVA Sobre os autores

RESUMO

O texto discute explicações a respeito da atual crise política brasileira. A noção de que a crise não é institucional considera regras específicas e se baseia em uma particular definição de instituição. Isso gera uma explicação contextual ou ad hoc. Argumentamos que uma interpretação institucional da crise depende de duas modificações: a possibilidade de mudança institucional e a interação entre um conjunto maior de instituições políticas.

PALAVRAS-CHAVE:
crise política; institucionalismo; presidencialismo de coalizão; mudança institucional

Centro Brasileiro de Análise e Planejamento Rua Morgado de Mateus, 615, CEP: 04015-902 São Paulo/SP, Brasil, Tel: (11) 5574-0399, Fax: (11) 5574-5928 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: novosestudos@cebrap.org.br