Evidence of incipient speciation in Astyanax scabripinnis species complex (Teleostei: Characidae)

Jonathan P. Castro Maurício O. Moura Orlando Moreira-Filho Oscar A. Shibatta Mateus H. Santos Viviane Nogaroto Marcelo R. Vicari Mara C. de Almeida Roberto F. Artoni Sobre os autores

Duas populações do complexo Astyanax scabripinnis isoladas por uma queda d´água de mais de 100 metros de altura e localizadas em diferentes altitudes do mesmo rio (662 m e 1850 m a.s.l.) foram comparadas através de dados de reprodução, cariótipo, morfometria geométrica, morfologia dentária, e número de raios da nadadeira anal, de modo a testar a hipótese de especiação entre as duas populações. Os resultados de morfometria geométrica mostraram diferenças entre as populações. A análise da função discriminante (DFA) e a análise de variância canônica (CVA) demonstraram a presença de dimorfismo sexual. Caracteres sexuais secundários, como ganchos em raios da nadadeira anal dos machos, estão ausentes na população de menor altitude. Ambas as populações têm a mesma macro estrutura cariotípica, exceto pela ausência de cromossomos B na população de menor altitude. A hibridação in situ mostrou diferenças para ambos os marcadores (rDNA 18S e rDNA 5S), e os dados de reprodução sugerem isolamento reprodutivo pré-zigótico entre as duas populações. Os dados mostram ausência de fluxo gênico, indicando que ocorreu um processo de especiação incipiente, o que leva as duas populações seguirem vias evolutivas independentes.


Sociedade Brasileira de Ictiologia Universidade Estadual de Maringá, Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura/Coleção Ictiologia, Av. Colombo, 5790, 87020-900 Maringá, PR, Brasil, Tel.: (55 44)3011 4632 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: neoichth@nupelia.uem.br