Use of food resources by the fish fauna of a small reservoir (rio Jordão, Brazil) before and shortly after its filling

Valdirene E. Loureiro-Crippa Norma S. Hahn Sobre os autores

A construção de reservatórios causa mudanças no curso natural dos rios que afetam direta ou indiretamente a ictiofauna. Alterações na disponibilidade dos recursos alimentares favorecem algumas espécies e prejudicam outras. Além das implicações decorrentes do represamento, o reservatório de Jordão tem como característica um grande número de espécies de peixes endêmicas, que em função dos impactos causados por esse empreendimento, correm risco de extinção. Nesse estudo, nós investigamos como os peixes se comportaram frente às alterações no suprimento alimentar, através da dieta e organização trófica da ictiofauna (antes e após o represamento). Foram analisados 1861 conteúdos estomacais, pertencentes a 27 espécies. Oito dessas espécies não foram mais capturadas após o represamento. Uma análise de correspondência com remoção do efeito do arco (DCA) discriminou sete grupos tróficos. As espécies onívoras, insetívoras e invertívoras apresentaram alterações temporais acentuadas em suas dietas. Essas mudanças alteraram a composição (em abundância e biomassa) dos grupos tróficos, principalmente após o represamento. As espécies detritívoras e piscívoras mantiveram suas dietas durante todo o período de estudos. As análises mostraram que aproximadamente 75% das espécies mudaram rapidamente suas dietas de acordo com as alterações no suprimento alimentar. Este fato permite inferir que o alimento não é um fator limitante para a manutenção das espécies que permaneceram no reservatório de Jordão.


Sociedade Brasileira de Ictiologia Universidade Estadual de Maringá, Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura/Coleção Ictiologia, Av. Colombo, 5790, 87020-900 Maringá, PR, Brasil, Tel.: (55 44)3011 4632 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: neoichth@nupelia.uem.br