Hemiodus langeanii (Characiformes: Hemiodontidae), a new species from rio Amana, rio Maués-Açú drainage, Amazon basin, Brazil

Hélio Beltrão Jansen Zuanon Sobre os autores

Hemiodus langeanii, espécie nova, é descrita com base em 20 espécimes coletados no rio Amana, um tributário do rio Maués-Açú na drenagem do rio Amazonas, na Amazônia Brasileira. O táxon novo pode ser diferenciado de seus congêneres devido ao seu corpo muito alto (27,1-35,3%, média 32,3% CP, vs. 18,8-28,5% nas demais espécies). A espécie nova apresenta uma grande mancha lateral escura que é igual ou maior do que o diâmetro do olho (vs. menor nas demais espécies, exceto em H. microlepis). A ausência de faixa longitudinal ou bandas transversais conspícuas, associada a um baixo número de escamas na linha lateral (68-74) distinguem H. langeanii de algumas espécies similares do gênero (94-123 em H. argenteus, 124-148 em H. microlepis, 86-99 em H. orthonops e 77-92 em H . parnaguae). Finalmente, a espécie nova pode ser diferenciada de H. unimaculatus (com a qual apresenta sobreposição na contagem de escamas da linha lateral) devido ao maior número de escamas entre a linha lateral e a origem da nadadeira pélvica (9-10 vs. 4-7, respectivamente), e pelo tamanho similar das escamas acima e abaixo da linha lateral (vs. maiores abaixo da linha lateral em H. unimaculatus).

Actinopterygii; Anthropogenic disturbance; Goldmining; Hemiodus unimaculatus; Ostariophysi


Sociedade Brasileira de Ictiologia Universidade Estadual de Maringá, Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura/Coleção Ictiologia, Av. Colombo, 5790, 87020-900 Maringá, PR, Brasil, Tel.: (55 44)3011 4632 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: neoichth@nupelia.uem.br