Population density and habitat of an endangered cave fish Eigenmannia vicentespelaea Triques, 1996 (Ostariophysi: Gymnotiformes) from a karst area in central Brazil

Maria Elina Bichuette Eleonora Trajano Sobre os autores

O peixe troglóbio Eigenmannia vicentespelaea, endêmico de um único sistema de cavernas e incluído na Lista Brasileira de Fauna Ameaçada foi estudado em relação às densidades populacionais e hábitat. Para comparação utilizamos a espécie epígea E. trilineata. Verificamos se as densidades populacionais registradas para E. vicentespelaea seguem o padrão observado para outros peixes subterrâneos; se há flutuações sazonais nestas densidades e quais variáveis ambientais explicam as variações nas densidades. Estimamos as abundâncias e densidades populacionais ao longo de três estações secas consecutivas, concomitantes à descrição do habitat e das variáveis físico-químicas. Para E. vicentespelaea: em seis trechos de rio ao longo da caverna São Vicente II. Para E. trilineata: na contagem de peixes ativos no rio da Lapa. A densidade populcional média registrada para E. vicentespelaea é baixa (0,17 ind.m-2), similar à observada para E. trilineata (0,13 ind.m-2), sem diferenças significativas entre os anos, mas com flutuações marcantes ao longo das estações secas dentro de cada ano, sugerindo sazonalidade. O tamanho populacional estimado para E. vicentespelaea é considerado pequeno (270 indivíduos em média). Profundidade, correnteza, substrato, aliadas à concentração de detrito vegetal explicam melhor a variação nas densidades. Ações urgentes para conservação de E. vicentespelaea incluem a proteção das nascentes do Parque Estadual de Terra Ronca.


Sociedade Brasileira de Ictiologia Universidade Estadual de Maringá, Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura/Coleção Ictiologia, Av. Colombo, 5790, 87020-900 Maringá, PR, Brasil, Tel.: (55 44)3011 4632 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: neoichth@nupelia.uem.br