Accessibility / Report Error

Size composition, monthly condition factor and morphometrics for fishery-dependent samples of Rioraja agassizi (Chondrichthyes: Rajidae), off Santos, Southeast Brazil

Espécimes de Rioraja agassizi foram mensalmente coletados em águas ao largo de Santos, sudeste do Brasil entre as latitudes 23º37'S e 27º40'S, desde março de 2005 até março de 2006. Um total de 278 machos e 1023 fêmeas foi capturado. A amplitude de profundidade de ocorrência foi 10-120 m, estando a espécie ausente em profundidades >120 m. A razão sexual favoreceu as fêmeas. A amplitude completa de comprimentos de R. agassizi esteve representada e oscilou nas fêmeas entre 16.0-59.4 cm comprimento e nos machos entre 13.0-47.2 cm. O tamanho médio das fêmeas foi significativamente maior do que dos machos. A distribuição de freqüência de comprimentos por amostras agrupadas foi assimétrica em ambos os sexos. As curvas da relação comprimento-largura foram sexualmente dimórficas. As fêmeas foram mais largas que os machos em todas as classes de comprimento maiores do que 25 cm. As curvas comprimento-peso total foram significativamente diferentes das curvas comprimento-peso eviscerado em ambos os sexos. As fêmeas foram mais pesadas do que os machos para uma determinada classe de comprimento. O coeficiente angular b foi <3 nos machos (alometría negativa) e nas fêmeas, mas com exceção da primavera, onde a alometría foi positiva (b>3). O fator de condição variou significativamente ao longo do ano em ambos os sexos.


Sociedade Brasileira de Ictiologia Neotropical Ichthyology, Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura, Universidade Estadual de Maringá., Av. Colombo, 5790, 87020-900, Phone number: +55 44-3011-4632 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: neoichth@nupelia.uem.br