Ecomorphology and resource use by dominant species of tropical estuarine juvenile fishes

André Luiz Machado Pessanha Francisco Gerson Araújo Ronnie Enderson M. C. C. Oliveira Adna Ferreira da Silva Natalice Santos Sales Sobre os autores

Onze atributos ecomorfológicos e a dieta de dezessete espécies de peixes juvenis foram examinados para testar a hipótese de que os padrões morfológicos determinam a utilização dos recursos em habitats estuarinos. As espécies foram separadas de acordo com o modo de captura do alimento e uso do habitat (bentônicos ou pelágicos) em três grupos distintos: (1) um grupo de peixes depressiformes, com forte pedúnculo caudal e nadadeiras peitorais alargadas; (2) um segundo grupo, compressiforme, com ampla boca protrusível, e (3) um terceiro grupo, fortemente achatado e com pequenas nadadeiras peitorais. Seis grupos tróficos foram organizados com base nas categorias de presas: Zooplanctívoros, Bentívoros, Omnívoros, Detritívoros, Macrocarnívoros e Insetívoros. Foram encontrados resultados significativos (PERMANOVA) entre os índices ecomorfológicos e o habitat e entre os índices ecomorfológicos e os grupos tróficos. Estes dados indicam que a similaridade ecomorfológica, que reflete o ambiente e o tipo de alimento consumido, facilitaria a coexistência desses peixes quando estes são abundantes neste estuário tropical.


Sociedade Brasileira de Ictiologia Universidade Estadual de Maringá, Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura/Coleção Ictiologia, Av. Colombo, 5790, 87020-900 Maringá, PR, Brasil, Tel.: (55 44)3011 4632 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: neoichth@nupelia.uem.br