Growth of the Cichla temensis Humboldt, 1821 (Perciformes: Cichlidae) from the middle rio Negro, Amazonas, Brazil

Caroline Pereira Campos Carlos Edwar de Carvalho Freitas Sidineia Amadio Sobre os autores

Este estudo teve como objetivo estimar a idade e o crescimento do tucunaré Cichla temensis do rio Negro (Amazônia brasileira) por meio de anéis nas escamas. Os espécimes foram capturados entre outubro de 2011 e setembro de 2012, no canal principal e lagos adjacentes, no município de Barcelos, AM, Brasil. Seis anéis de crescimento foram identificados nas escamas de C. temensis. A variação anual observada no fator de condição sugere que o acúmulo de gordura ocorreu durante o período de seca. Os resultados de IGS (índice gonadossomático) indicaram que o pico da reprodução ocorreu no período da vazante e que a espécie teve um déficit de energia em seu organismo, devido à atividade reprodutiva. Análise do IMR (incremento marginal relativo) mostrou que há formação de anel uma vez por ano, no período da vazante. Os parâmetros populacionais estimados para C. temensis foram: L50 (comprimento da maturidade sexual) = 31,11 cm; L∞ (comprimento assintótico) = 68,05 cm; k (coeficiente de crescimento) = 0,20.ano-1 e A0,95 ( longevidade ) = 14 anos. Nossos resultados confirmaram a validade do uso das marcas de crescimento, em escamas, para estudo de crescimento de Cichla temensis, como indicadoras da idade e do ritmo de crescimento dessa espécie na região do médio rio Negro.


Sociedade Brasileira de Ictiologia Universidade Estadual de Maringá, Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura/Coleção Ictiologia, Av. Colombo, 5790, 87020-900 Maringá, PR, Brasil, Tel.: (55 44)3011 4632 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: neoichth@nupelia.uem.br