Acute copper toxicity in juvenile fat snook Centropomus parallelus (Teleostei: Centropomidae) in sea water

Bruno L. Oliveira Luiz F. Loureiro Fernandes Adalto Bianchini Adriana R. Chippari-Gomes Bruno F. Silva Geisamanda P. Brandão Levy C. Gomes Sobre os autores

Três experimentos foram realizados para avaliar o acúmulo e toxicidade aguda do cobre (Cu) em juvenis de robalo-peva Centropomus parallelus. O primeiro experimento foi realizado para determinar a concentração letal (96h-CL50) de Cu. O segundo experimento foi realizado para avaliar os efeitos de concentrações subletais de Cu (0,47 e 0,94 mg/L), enquanto o terceiro permitiu testar a capacidade de recuperação dos peixes expostos a concentrações subletais do Cu e posteriormente mantidos em água do mar sem acréscimo de Cu. O valor de LC50 encontrado para o Cu foi de 1,88 mg/L. Os peixes expostos as concentrações subletais de Cu mostraram um acúmulo significativo nas brânquias em relação ao controle em 96 h de exposição (0,43 µg/g Cu). Nenhuma diferença significativa foi observada entre os peixes expostos a 0,47 mg/L de Cu (1,09 µg/g) e 0,94 mg/L de Cu (1,26 µg/g). A exposição (24 e 96 h) para as concentrações subletais de Cu induziram danos no DNA. Os resultados mostram que a exposição aguda a concentrações subletais induz o acúmulo de Cu e danos ao DNA nas brânquias dos peixes, onde estes efeitos são recuperados após 240 h em água do mar sem adição de Cu.

Aquatic toxicology; Comet assay; Gills; Lethal toxicity; Micronucleus test


Sociedade Brasileira de Ictiologia Universidade Estadual de Maringá, Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura/Coleção Ictiologia, Av. Colombo, 5790, 87020-900 Maringá, PR, Brasil, Tel.: (55 44)3011 4632 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: neoichth@nupelia.uem.br