On the origin and diversification of Venezuelan freshwater fishes: the genus Gephyrocharax (Ostariophysi: Characidae) a case study

Ana Bonilla-Rivero Héctor López-Rojas Sobre os autores

Foi feita uma análise filogeográfica do gênero Gephyrocharax na Venezuela a fim de avaliar as evidências geomorfológicas que levaram à formação dos principais sistemas hidrográficos do país, além de estabelecer uma hipótese biogeográfica com os possíveis mecanismos de diversificação da fauna de peixes de água doce Neotropical. Foram analisados oito sistemas enzimáticos e proteínas gerais para conhecer a variabilidade genética (H, P), estruturação intraespecífica em populações de Gephyrocharax valenciae G. venezuelae (FIS, FIT e FST), e uma abordagem filogenética com base na análise isozimática para as três espécies de Gephyrocharax na Venezuela, com Corynopoma riisei como grupo externo. Quatorze loci presumíveis indicam que as populações das três espécies de Gephyrocharax analisados revelam uma diferenciação inter-específica genética, determinada por quatro loci com alelos fixos (GPI-B*, IDH*, ME-1* e ME-2*). O cladograma resultante apresenta dois clados principais: um grupo monofilético composto por Gephyrocharax n. sp. e G. venezuelae (restrita ao noroeste do país) e um grupo formado exclusivamente por G. valencia (distribuídos ao longo da maior área geográfica). A especiação das linhagens de Gephyrocharax na Venezuela poderia ser explicada pela origem e movimentos do curso atual da bacia do rio Orinoco, associado a processos geomorfológicos que ocorrem no norte da Venezuela desde o Mioceno.


Sociedade Brasileira de Ictiologia Universidade Estadual de Maringá, Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura/Coleção Ictiologia, Av. Colombo, 5790, 87020-900 Maringá, PR, Brasil, Tel.: (55 44)3011 4632 - Maringá - PR - Brazil
E-mail: neoichth@nupelia.uem.br