Propagação in vivo e in vitro de “macela”: planta nativa medicinal-aromática com potencial ornamental

Julián Guariniello Jésica Iannicelli Patricia Angélica Peralta Alejandro Salvio Escandón Sobre os autores

RESUMO

Achyrocline satureioides é um arbusto nativo da América do Sul. Na medicina popular é usado em infusões como digestivo, carminativo, antiespasmódico, eupéptico e emenagogo. No entanto, seu principal uso é como ingrediente na indústria de bebidas. A exploração comercial é feita através da coleta em populações naturais, de modo extrativista e predatório. A micropropagação de A. satureioides permite a multiplicação massiva dessa espécie e é um reforço para sua domesticação e melhoramento. Para isso, um clone denominado M1-5 foi propagado por estacas. Posteriormente, segmentos nodais obtidos de hastes jovens, desse clone, foram desinfetados pelo método padrão e cultivados em frascos contendo meio MS. Essas brotações foram usadas como fonte de explantes para ensaios subsequentes. Testaram-se no estabelecimento in vitro, o meio MS e o WPM. Uma vez estabelecida a cultura in vitro, estudaram-se as respostas dos explantes em relação a concentrações crescentes 0; 0,5; 2,5 e 5,0 μM de 6-benzilaminopurina (BAP) e adição ou ausência de ácido α-naftaleno acético (ANA) 0,05 μM, em meio basal WPM. A cultura foi monitorada periodicamente por 35 dias, registrando a proliferação de gemas, a presença de calos e o número e comprimento das raízes. Todas as estacas da «macela» propagadas in vivo enraizaram-se e desenvolveram-se satisfatoriamente nas condições testadas. A aplicação de 5,0 μM de BAP por si só gerou a melhor taxa de multiplicação, razão pela qual foi estabelecida como a dose ideal de trabalho. Os brotos gerados de novo enraizaram espontaneamente e foram transferidos para casa de vegetação. Neste trabalho foi possível estabelecer um protocolo de micropropagação para propagação em larga escala de plataforma tecnológica, seja para a produção de mudas de clones selecionados, seja para a aplicação de ferramentas biotecnológicas no pré-melhoramento de germoplasma de “macela”.

Palavras-chave:
Achyrocline satureoides; micropropagação; cultura de tecidos; conservação de germoplasma

Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais Av. Av. Peter Henry Rolfs, s/n, 36570-000 - Viçosa, Minas Gerais - Brasil, (32) 3379-4983, Tel: (32) 3379-4983 - Viçosa - MG - Brazil
E-mail: editor.ornamentalhorticulture@gmail.com