O encarte de dados Tendências desta edição apresenta uma extensa compilação de dados, abrangendo quase vinte anos, desde 1987, de alguns dos principais "termômetros" da opinião pública sobre a política brasileira. Em sua primeira parte, o encarte sistematiza os índices de avaliação, confiança e aprovação dos Presidentes da República, além dos índices de confiança nos políticos, nos partidos e o apoio à democracia.

Os gráficos mostram, entre outros aspectos, uma persistente diferença entre confiança e avaliação positiva dos Presidentes, o que indica uma expectativa dos brasileiros frente aos seus governantes executivos na resolução dos problemas do país. Confiança e aprovação presidencial, no entanto, se revelam imbricadas, em curvas que se sobrepõem, indicando um comportamento dependente. Em se tratando de confiança nos políticos e nos partidos, as curvas mostram um declínio em geral, com períodos de recuperação.

A segunda parte do encarte apresenta dados de uma pesquisa nacional sobre corrupção realizada pelo IBOPE neste ano de 2006. De certa forma, estão ali algumas das razões para a desconfiança geral frente aos políticos. Quando comparamos as respostas sobre a corrupção na política e sobre as corrupções "privadas", os políticos foram considerados, de modo geral, como praticantes de atos inaceitáveis em muito maior proporção que o resto da população.

Mesmo assim, os brasileiros apresentam uma expectativa majoritariamente negativa em relação ao futuro do sistema político brasileiro após a crise emergida em 2005: para 56,1% dos entrevistados "tudo continuará a mesma coisa", mesmo que não venham a apoiar os políticos envolvidos nas próximas eleições – mais de 80% não votariam em candidatos envolvidos.

Evolução da avaliação positiva dos presidentes

1987-2005

Gráfico

Gráficos

Gráficos

Confiança no presidente e avaliação positiva de governo

1987-2005

Gráfico

Evolução da aprovação do presidente

1992-2005

Gráfico

Confiança, avaliação positiva e aprovação presidenciais

1992-2005

Gráfico

Evolução da confiança em instituições 1989-2005

Confiança nos políticos

Gráfico

Confiança nos partidos políticos

Gráfico

Apoio à democracia

IBOPE 1991

Em três pesquisas realizadas em momentos distintos – 1991, 1997 e 2002 – o apoio ao regime democráticos tem apoio da população brasileira em uma tendência crescente.

FPA 1997

ESEB 2002

Corrupção na política: atitudes e opiniões pessoais

Os dados da pesquisa realizada em 2006 mostram que nem todas as práticas corruptas na política são totalmente inaceitáveis para os brasileiros

Gráfico

Para os entrevistados, é prática de todos ou da maioria dos políticos:

Gráfico

Também nas respostas sobre atitudes pessoais com relação a práticas corruptas, os entrevistados mostram que nem tudo é possível

Gráfico

Quando se colocam no lugar dos políticos, os entrevistados são um pouco mais rigorosos com relação à corrupção

Gráfico

“Corrupções privadas”: atitudes e opiniões

Os brasileiros são, em geral, rigorosos com relação às corrupções privadas

Gráfico

Todos conhecem alguém com algum tipo de prática considerada inadequada. É prática de quase todas ou da maioria das pessoas que você conhece?

Gráfico

Gráfico

Corrupção e crise política no Brasil

Depois de todas as CPI’s e todos os processos, a maioria acredita que o país continuará do mesmo jeito, mas a grande parte puniria os políticos nas eleições

Gráfico

Votaria em um candidato sobre o qual existam denúncias de envolvimento em irregularidades

Gráfico

Ficha Técnica

Seção Séries históricas de opinião política

Tabela

Seção Corrupção

Tabela

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    02 Jun 2006
  • Data do Fascículo
    Maio 2006
Centro de Estudos de Opinião Pública da Universidade Estadual de Campinas Cidade Universitária 'Zeferino Vaz", CESOP, Rua Cora Coralina, 100. Prédio dos Centros e Núcleos (IFCH-Unicamp), CEP: 13083-896 Campinas - São Paulo - Brasil, Tel.: (55 19) 3521-7093 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: rop@unicamp.br