Desempenho produtivo e vegetativo de pessegueiros enxertados sobre seis porta-enxertos em uma área de replantio

Gustavo Klamer de Almeida Gilmar Arduino Bettio Marodin Henrique Thomas Queiroz Mateus Pereira Gonzatto Sobre os autores

Resumo:

O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho produtivo e vegetativo das cultivares de pessegueiro Maciel e Chimarrita enxertadas em seis porta-enxertos, em área de replantio. O experimento foi implantado em uma área anteriormente cultivada com pessegueiro por mais de 15 anos, no Município de Eldorado do Sul, Rio Grande do Sul. As cultivares de pessegueiro Maciel e Chimarrita foram enxertadas sobre 'Aldrighi', 'Capdeboscq', 'Okinawa', 'Flordaguard', 'Nemaguard' e 'Umezeiro'. O porta-enxerto 'Umezeiro' induziu alta mortalidade de plantas nas duas cultivares-copa, além de baixa produtividade e maior alternância de produção; também afetou os aspectos qualitativos e de maturação dos frutos de 'Chimarrita'. Os porta-enxertos 'Aldrighi', 'Capdeboscq', 'Okinawa', 'Flordaguard' e 'Nemaguard' induziram produtividade semelhante nas duas cultivares-copa. A área da seção transversal do tronco (TCSA) não diferiu entre os porta-enxertos em 'Maciel', porém, em 'Chimarrita', a TCSA foi maior sobre 'Flordaguard' do que sobre 'Umezeiro', em algumas safras. Na média dos porta-enxertos, 'Maciel' apresentou maior TCSA, massa de poda e produtividade média que 'Chimarrita', além de diferenças em atributos qualitativos e de maturação dos frutos. A cultivar Maciel apresenta melhor desempenho produtivo em áreas de replantio, e os porta-enxertos 'Capdeboscq' e 'Aldrighi' induzem desempenho agronômico satisfatório.

Termos para indexação:
Prunus pérsica; mortalidade de plantas; doenças de replantio; produtividade.

Embrapa Secretaria de Pesquisa e Desenvolvimento, Pesquisa Agropecuária Brasileira Caixa Postal 040315, 70770-901 Brasília DF Brazil, Tel. +55 61 3448-1813, Fax +55 61 3340-5483 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: pab@embrapa.br