Indicadores hematológicos, bioquímicos e ruminais no diagnóstico do deslocamento de abomaso à esquerda em vacas leiteiras do Sul do Brasil

Felipe Cardoso de Cardoso Vanessa Sinnott Esteves Simone Tostes de Oliveira Camila Serina Lasta Stella Faria Valle Rómulo Campos Félix Hilario Diaz González Sobre os autores

O objetivo deste trabalho foi avaliar indicadores hematológicos, bioquímicos e ruminais no diagnóstico e tratamento do deslocamento de abomaso à esquerda (DAE) em vacas leiteiras, na Região do Planalto do Rio Grande do Sul, Brasil. Foram coletadas amostras de líquido ruminal, sangue e urina de 40 animais, dos quais 20 vacas com DAE e 20 vacas clinicamente sadias utilizadas como grupo controle. Os animais com DAE, quando comparados ao grupo controle, apresentaram diminuição da produção de leite diária, do peso corporal e do escore condição corporal. A utilização de fitas reagentes para medição do pH ruminal demonstrou-se eficaz em campo, em comparação ao potenciômetro digital. A dinâmica ruminal apresentou-se prejudicada nos animais com DAE, o que foi evidenciado pelos valores aumentados do tempo de redução de azul de metileno. Os valores séricos de lactato, beta-hidroxibutirato, uréia, albumina, ácidos graxos livres e colesterol apresentam-se como ferramentas auxiliares na caracterização da doença.

abomasopexia; produção de leite; ácidos graxos não-esterificados; cetose


Embrapa Secretaria de Pesquisa e Desenvolvimento, Pesquisa Agropecuária Brasileira Caixa Postal 040315, 70770-901 Brasília DF Brazil, Tel. +55 61 3448-1813, Fax +55 61 3340-5483 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: pab@embrapa.br