Capacidade combinatória e heterose em cultivares de feijoeiro-comum

O objetivo deste trabalho foi determinar a capacidade combinatória e a heterose, quanto à produtividade de grãos e aos componentes de rendimento, em híbridos derivados dos cruzamentos dialélicos entre as cultivares BRSMG-Talismã, IPR Uirapuru, FT Soberano, BRS Campeiro, IAC Tybatã, e IPR Juriti. Quinze híbridos foram gerados a partir dos cruzamentos dialélicos, sem os recíprocos. As capacidades de combinação geral e específica foram significativas em relação à altura de planta, ao número de vagens por planta, número de sementes por planta, número de sementes por vagem, peso médio de 50 sementes e à produção de grãos, e indicaram a ocorrência de efeitos aditivos e não aditivos. A melhor estratégia a ser adotada em programas de melhoramento que envolvam seleção é o uso das cultivares BRS Campeiro, FT Soberano e BRSMG-Talismã. As combinações mais promissoras foram 'IPR Uirapuru' x 'IAC Tybatã', 'IPR Uirapuru' x 'FT Soberano', 'BRS Campeiro' x 'IPR Juriti' e 'BRS Campeiro' x 'IAC Tybatã'. Os parentais destes híbridos apresentaram elevadas estimativas de capacidade específica de combinação. A hibridização de cultivares pertencentes a grupos comerciais distintos propicia maiores valores de heterose.

Phaseolus vulgaris; efeitos aditivos; análise dialélica; melhoramento interpopulacional; melhoramento intrapopulacional; efeitos não aditivos


Embrapa Secretaria de Pesquisa e Desenvolvimento, Pesquisa Agropecuária Brasileira Caixa Postal 040315, 70770-901 Brasília DF Brazil, Tel. +55 61 3448-1813, Fax +55 61 3340-5483 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: pab@embrapa.br