Nível de Diferenciação do Perfil de Interesses Profissionais: Estudo Comparativo por Idade e Escolaridade em Amostra Brasileira

Ana Paula Porto Noronha Rodolfo Augusto Matteo Ambiel Sobre os autores

Os interesses profissionais podem ser definidos como padrões de preferência, aversão ou indiferença em relação a atividades profissionais, mas pouco se sabe sobre os fatores envolvidos em seu desenvolvimento. A partir dessa perspectiva, este estudo teve como objetivo clarificar qual variável, idade ou escolaridade, melhor se ajusta às comparações dos índices de diferenciação dos perfis. Para tanto, foram analisadas as respostas à Escala de Aconselhamento Profissional (EAP) de 6824 estudantes brasileiros entre 14 e 50 anos com vários níveis de escolaridade. A diferenciação do perfil de interesses foi observada pela subtração entre as dimensões com pontuações mais altas e mais baixas. A normalidade da distribuição foi verificada e então Análises de Variância e prova post hoc de Tukey foram conduzidas em relação aos grupos de idade e escolaridade. Os resultados sugeriram que a escolaridade é a variável mais apropriada para comparar a diferenciação dos interesses. As implicações e limitações deste estudo são discutidas e sugestões para estudos futuros são fornecidas.

orientação vocacional; escolha profissional; desenvolvimento profissional, interesses profissionais


Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Av.Bandeirantes 3900 - Monte Alegre, 14040-901 Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, Tel.: (55 16) 3315-3829 - Ribeirão Preto - SP - Brazil
E-mail: paideia@usp.br