Cultivares de milho e de gramíneas forrageiras sob monocultivo e consorciação

Maize and forage grass cultivars under monocropping and intercropping systems

Resumos

A pesquisa teve como objetivo avaliar o desempenho de cultivares de milho e de espécies forrageiras (Brachiaria brizantha e Panicum maximum), em cultivos solteiro e consorciado. O delineamento experimental foi de blocos completos casualizados, em esquema fatorial 3x4 + 7, com quatro repetições. O primeiro fator foi constituído por três cultivares de milho (variedade AL Bandeirantes, híbrido duplo AG 2040 e híbrido triplo Pioneer 30F87) e o segundo por quatro cultivares forrageiras (Marandu e Xaraés, de B. brizantha, e Tanzânia e Mombaça, de P. maximum). Os sete tratamentos adicionais corresponderam aos respectivos monocultivos das cultivares testadas. A semeadura do milho foi realizada no espaçamento de 1,0 m entre fileiras e as forrageiras foram semeadas a lanço, em semeadura simultânea ao milho. Observou-se que o híbrido Pioneer 30F87 foi o mais produtivo, tanto em consórcio quanto sob monocultivo. O milho interferiu nos ganhos de massa seca das forrageiras, quando comparadas aos cultivos solteiros. Entre as forrageiras estabelecidas sob consórcio, as cultivares de P. maximum foram as mais produtivas, enquanto a cultivar Mombaça destacou-se com a maior massa seca produzida em monocultivo.

Zea mays; Brachiaria brizantha; Panicum maximum; integração agricultura-pecuária; pastagem


The purpose of this study was to evaluate the performance of maize and forage grass (Brachiaria brizantha and Panicum maximum) cultivars under monocropping and intercropping systems. The experiment was carried out in randomized complete blocks, in a 3x4 + 7 factorial design, with four replications. The first factor consisted of three maize cultivars (AL Bandeirantes, an open pollination variety; AG 2040, a double cross; and Pioneer 30F87, a triple cross) and the second one included four forage cultivars (Marandu and Xaraés, from B. brizantha, and Tanzânia and Mombaça, from P. maximum). The seven additional treatments consisted of the respective tested cultivars monocroppings. Maize and forage grasses were sown simultaneously, the first in rows, spaced 1.0 m apart, and the second by throwing. Hybrid Pioneer 30F87 maize yields were the highest ones, for both monocropping and intercropping systems, and maize affected dry weight gain of forages, when compared to the monocropping system. For intercropping, P. maximum forage cultivars were the most productive ones, while, for monocropping, the Mombaça cultivar presented the highest dry matter production level.

Zea mays; Brachiaria brizantha; Panicum maximum; agriculture and livestock integration; pasture


GENÉTICA E MELHORAMENTO DE PLANTAS

Cultivares de milho e de gramíneas forrageiras sob monocultivo e consorciação

Maize and forage grass cultivars under monocropping and intercropping systems

Adriano JakelaitisI; Thales Augusto Duarte DanielII; Emerson AlexandrinoIII; Lindomar Pereira SimõesIV; Kennedy Vidal SouzaIV; Josia LudtkeIV

IInstituto Federal Goiano, Campus de Urutaí, Departamento de Desenvolvimento Educacional, Urutaí, GO, Brasil. E-mail: adriano.jakelaitis@pq.cnpq.br

IIUniversidade Federal do Mato Grosso, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Departamento de Agronomia, Cuiabá, MT, Brasil. E-mail: thalesaugustoduarte@bol.com.br

IIIUniversidade Federal do Tocantins, Campus de Araguaína, Departamento de Zootecnia, Araguaína, TO, Brasil. E-mail: e_alexandrino@yahoo.com.br

IVUniversidade Federal de Rondônia, Campus Rolim de Moura, Departamento de Agronomia, Rolim de Moura, RO, Brasil. E-mails: lindomar.engenharia@hotmail.com, kennedy_svidal@hotmail.com, josialudtke_agronomia@hotmail.com

RESUMO

A pesquisa teve como objetivo avaliar o desempenho de cultivares de milho e de espécies forrageiras (Brachiaria brizantha e Panicum maximum), em cultivos solteiro e consorciado. O delineamento experimental foi de blocos completos casualizados, em esquema fatorial 3x4 + 7, com quatro repetições. O primeiro fator foi constituído por três cultivares de milho (variedade AL Bandeirantes, híbrido duplo AG 2040 e híbrido triplo Pioneer 30F87) e o segundo por quatro cultivares forrageiras (Marandu e Xaraés, de B. brizantha, e Tanzânia e Mombaça, de P. maximum). Os sete tratamentos adicionais corresponderam aos respectivos monocultivos das cultivares testadas. A semeadura do milho foi realizada no espaçamento de 1,0 m entre fileiras e as forrageiras foram semeadas a lanço, em semeadura simultânea ao milho. Observou-se que o híbrido Pioneer 30F87 foi o mais produtivo, tanto em consórcio quanto sob monocultivo. O milho interferiu nos ganhos de massa seca das forrageiras, quando comparadas aos cultivos solteiros. Entre as forrageiras estabelecidas sob consórcio, as cultivares de P. maximum foram as mais produtivas, enquanto a cultivar Mombaça destacou-se com a maior massa seca produzida em monocultivo.

Palavras-Chave:Zea mays; Brachiaria brizantha; Panicum maximum; integração agricultura-pecuária; pastagem.

ABSTRACT

The purpose of this study was to evaluate the performance of maize and forage grass (Brachiaria brizantha and Panicum maximum) cultivars under monocropping and intercropping systems. The experiment was carried out in randomized complete blocks, in a 3x4 + 7 factorial design, with four replications. The first factor consisted of three maize cultivars (AL Bandeirantes, an open pollination variety; AG 2040, a double cross; and Pioneer 30F87, a triple cross) and the second one included four forage cultivars (Marandu and Xaraés, from B. brizantha, and Tanzânia and Mombaça, from P. maximum). The seven additional treatments consisted of the respective tested cultivars monocroppings. Maize and forage grasses were sown simultaneously, the first in rows, spaced 1.0 m apart, and the second by throwing. Hybrid Pioneer 30F87 maize yields were the highest ones, for both monocropping and intercropping systems, and maize affected dry weight gain of forages, when compared to the monocropping system. For intercropping, P. maximum forage cultivars were the most productive ones, while, for monocropping, the Mombaça cultivar presented the highest dry matter production level.

Key-Words:Zea mays; Brachiaria brizantha; Panicum maximum; agriculture and livestock integration; pasture.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

AGRADECIMENTOS

Ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), pelo auxílio financeiro.

Trabalho recebido em abr./2009 e aceito para publicação em jun./2010 (n° registro: PAT 5924/ DOI: 10.5216/pat.v40i4.5924).

  • ALVARENGA, R. C. et al. A cultura do milho na integração lavoura-pecuária. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 27, n. 233, p. 106-126, 2006.
  • ALVIM, M. J.; BOTREL, M. A. S.; SALVATI, J. A. Métodos de estabelecimento de Brachiaria decumbens em associação com a cultura do milho. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 18, n. 5, p. 417-425, 1989.
  • CÂNDIDO, M. J. D. et al. Morfofisiologia do dossel de Panicum maximum cv. Mombaça sob lotação intermitente. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 34, n. 2, p. 406-415, 2005.
  • COBUCCI, T. Manejo integrado de plantas daninhas em sistema de plantio direto. In: ZAMBOLIM, L. Manejo integrado fitossanidade: cultivo protegido, pivô central e plantio direto. Viçosa: UFV, 2001. p. 583-624.
  • COSTA, N. L. et al. Recuperação e renovação de pastagens degradadas. Revista Eletrônica de Veterinária, Málaga, v. 7, n. 1, p. 9-49, 2006.
  • DIAS FILHO, M. B. Degradação de pastagens: processos, causas e estratégias de recuperação. Belém: Embrapa Amazônia Oriental, 2003.
  • DURÃES, F. O. M.; MAGALHÃES, P. C.; OLIVEIRA, A. C. Índice de colheita genético e as possibilidades da genética fisiológica para melhoramento do rendimento de milho. Revista Brasileira de Milho e Sorgo, Sete Lagoas, v. 1, n. 1, p. 33-40, 2002.
  • FERREIRA, P. V. Experimentos com consorciação de culturas. In: FERREIRA, P. V. Estatística experimental aplicada à agronomia Alagoas: UFAL, 2000. p. 361-386.
  • FIDELES, R. R.; MIRANDA, G. V.; ERASMO, E. A. E. Seleção de populações base de milho sob alta e baixa dose de fósforo em solo de Cerrado. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 39, n. 4, p. 285-293, 2009.
  • JAKELAITIS, A. et al. Efeitos de densidade e época de emergência de Brachiaria brizantha em competição com plantas de milho. Acta Scientiarum, Maringá, v. 28, n. 3, p. 375-380, 2006.
  • JAKELAITIS, A. et al. Influência de herbicidas e de sistemas de semeadura de Brachiaria brizantha consorciada com milho. Planta Daninha, Viçosa, v. 23, n. 1, p. 59-67, mar. 2005.
  • JAKELAITIS, A. et al. Manejo de plantas daninhas no consórcio de milho com capim-braquiária (Brachiaria decumbens). Planta Daninha, Viçosa, v. 22, n. 4, p. 553-560, 2004.
  • KEPHART, K. D.; BUXTON, D. R.; TAYLOR, S. E. Growth of C3 and C4 perennial grasses in reduced irradiance. Crop Science, Madison, v. 32, n. 4, p. 1033-1038, 1992.
  • KLUTHCOUSKI, J.; STONE, L. F.; AIDAR, H. Integração lavoura-pecuária Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2003.
  • LEONEL, F. P. et al. Comportamento produtivo e características nutricionais do capim-braquiária cultivado em consórcio com milho. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 38, n. 1, p. 177-189, 2009.
  • MACEDO, M. C. M. Degradação, renovação e recuperação de pastagens cultivadas: ênfase sobre a região dos Cerrados. In: SIMPÓSIO SOBRE MANEJO ESTRATÉGICO DA PASTAGEM, 1., 2002, Viçosa. Anais.. Viçosa: UFV, 2002. p. 85-108.
  • MACEDO, M. C. M.; ZIMMER, A. H. Implantação de pastagens de Brachiaria brizantha cv. Marandu em plantio simultâneo com milho em sucessão à soja em Mato Grosso do Sul. In: REUNIÃO ANUAL DA SBZ, 27., 1990, Campinas. Anais.. Campinas: SBZ, 1990. p. 290.
  • PANTANO, A. C. Semeadura de braquiária em consorciação com milho em diferentes espaçamentos na integração agricultura-pecuária em plantio direto 2003. 60 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira, Universidade Estadual Paulista, Ilha Solteira, 2003.
  • PORTES, T. A. et al. Análise do crescimento de uma cultivar de braquiária em cultivo solteiro e consorciado com cereais. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 35, n. 7, p. 1349-1358, 2000.
  • RONDÔNIA. Secretaria do Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam). Boletins climatológicos 2007. Disponível em: <http://www.sedam.ro.gov.br>. Acesso em: 29 mar. 2009.
  • SERRÃO, E. A. S.; HOMMA, A. K. O. Agriculture in the Amazon: the question of sustainability. Washington: Committee for Agriculture and Environment in the Humid Tropics, 1991.
  • SILVA, A. A.; JAKELAITIS, A.; FERREIRA, L. R. Manejo de plantas daninhas no sistema integrado agricultura-pecuária. In: ZAMBOLIM, L.; SILVA, A. A.; AGNES, E. L. Manejo integrado lavoura-pecuária Viçosa: UFV, 2004. p. 117-170.
  • SOUZA NETO, J. M. Formação de pastagens de Brachiaria brizantha cv. Marandu com o milho como cultura acompanhante 1993. 58 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia)Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1993.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    30 Set 2014
  • Data do Fascículo
    Dez 2010

Histórico

  • Recebido
    Abr 2009
  • Aceito
    Jun 2010
Escola de Agronomia/UFG Caixa Postal 131 - Campus II, 74001-970 Goiânia-GO / Brasil, 55 62 3521-1552 - Goiânia - GO - Brazil
E-mail: revistapat.agro@ufg.br