Das Relações Iniciais entre Interpretação e Transferência no Desenvolvimento do Método Freudiano

Initial relations between Interpretation and Transference in the Development of the Freudian Method.

De las Relaciones Iniciales entre Interpretación y Transferencia en el Desarrollo del Método Freudiano.

Carlos Alexandre Araújo Benício da Costa e Silva

O presente trabalho busca, fundamentalmente, apresentar as relações iniciais entre as concepções freudianas de interpretação etransferência. Em constantes articulações do método freudiano com perspectivas de autores atuais, delimitam-se os alcances e destacam-se as transformações e inflexões cruciais da técnica ao longo do percurso freudiano. Inicia-se tendo por foco uma retrospectiva do progresso técnico produzido por Freud, rumo à consolidação do método interpretativo, discutindo-se: a evolução da técnica psicanalítica e seus limites, como se deram as relações iniciais entre as noções de interpretação e transferência, e a própria eficácia da interpretação enquanto recurso técnico. O texto fornece ainda importantes subsídios e auxilia na pontuação de questões significativas do arcabouço psicanalítico, contemplando (1) o motivo pelo qual o psiquismo por tantas vezes mostra-se impenetrável frente às interpretações, (2) como a retirada do material recalcado move o afeto, (3) como se constituem as interpretações em Psicanálise e (4) como são delineados os limites da evolução técnica da Psicanálise.

Freud, Sigmund, 1836-1939; Psicanálise; Interpretação psicanalítica; Resistência


Conselho Federal de Psicologia SAF/SUL, Quadra 2, Bloco B, Edifício Via Office, térreo sala 105, 70070-600 Brasília - DF - Brasil, Tel.: (55 61) 2109-0100 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revista@cfp.org.br