Concepções sobre álcool e outras drogas na atenção básica: o pacto denegativo dos profissionais de saúde

Concepts on alcohol and other drugs in basic care: the denegative pact of healthcare professionals

Concepciones acerca del alcohol y otras drogas en la atención básica: el pacto de denegación de los profesionales de salud

Waleska Rodrigues Silva Rodrigo Sanches Peres Sobre os autores

O objetivo do presente estudo foi analisar as concepções de profissionais de saúde de nível superior que atuam na Estratégia de Saúde da Família acerca da atenção em saúde a usuários de álcool e outras drogas. A coleta de dados envolveu o emprego de um roteiro semiestruturado de entrevista junto a 12 participantes, sendo quatro médicos, quatro enfermeiros e quatro psicólogos. Os dados obtidos foram submetidos à análise temática de conteúdo e interpretados à luz de aportes teóricos psicanalíticos. Os resultados apontam que os participantes possuem concepções acerca dos usuários permeadas por preconceitos e estigmas, o que gera dificuldades para o empreendimento de ações de saúde e os leva, na maior parte das vezes, a apenas realizar encaminhamentos. Tais resultados sugerem o engajamento dos participantes em um pacto denegativo, ou seja, uma aliança inconsciente que implica na renúncia destes em relação aos usuários de álcool e outras drogas. Novos estudos são necessários para que se possa compreender as concepções de profissionais de saúde inseridos em outros níveis de atenção e, assim, identificar eventuais outros obstáculos à efetivação das políticas públicas.

Drogas; Concepção; Profissionais da saúde; Política de saúde; Intervenção precoce


Conselho Federal de Psicologia SAF/SUL, Quadra 2, Bloco B, Edifício Via Office, térreo sala 105, 70070-600 Brasília - DF - Brasil, Tel.: (55 61) 2109-0100 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revista@cfp.org.br