Educadores de criança: condições de trabalho e vida

Children educators: job and life conditions

Educadores de niños: condiciones de trabajo y vida

Adinete Sousa da Costa Mezzalira Mara Aparecida Lissarassa Weber Raquel Souza Lobo Guzzo Sobre os autores

A alienação, o fatalismo e a conscientização no espaço escolar são abordados neste estudo, que teve o objetivo de investigar como trabalhadoras da educação de uma escola pública de educação infantil percebiam as dimensões de seu trabalho nesse contexto. A pesquisa utilizou a abordagem qualitativa, e os dados foram obtidos por meio da análise de 35 questionários preenchidos por professores, monitores e pela equipe gestora de uma escola municipal de educação infantil. Os resultados revelaram que as trabalhadoras, em sua maioria, vivenciam situações de opressão nas relações de poder existentes na escola, o que as tem impedido de, nesse contexto, desenvolver-se como indivíduos construtores de sua própria história e, portanto, como transformadores de sua realidade. Diante disso, entendemos ser fundamental uma ação consciente do psicólogo escolar, intervindo nas relações de poder existentes na escola com o objetivo de assegurar o desenvolvimento pleno e saudável das crianças e dos trabalhadores da educação.

Educação infantil; Pessoal da educação; Atuação do psicólogo; Conscientização; Psicologia escolar


Conselho Federal de Psicologia SAF/SUL, Quadra 2, Bloco B, Edifício Via Office, térreo sala 105, 70070-600 Brasília - DF - Brasil, Tel.: (55 61) 2109-0100 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: revista@cfp.org.br